Coe autoriza reabertura de brinquedotecas, vestiários em academias e a presença de maiores de 60 anos em igrejas e templos

Em reunião deliberativa, Centro de Operações em Emergência (Coe) de Goiânia, não autorizou volta dos cinemas, mas o superintendente de Vigilância em Saúde, Yves Mauro, afirmou que nas próximas semanas a decisão poderá ser revista

O Centro de Operações em Emergência (Coe) de Goiânia deliberou favoravelmente sobre a presença de maiores de 60 anos em igrejas e templos, uso de vestiários em academias e reabertura das brinquedotecas e parques de diversão dos shoppings. Decisões foram tomadas em reunião ordinária nesta segunda-feira, 23.

Ainda foi liberada a presença de menores de 12 anos em shoppings centers, seguindo liminar judicial que já autoriza essa presença.

Os estabelecimentos devem seguir protocolos de segurança sanitária específicos para cada categoria. No caso das brinquedotecas, as regras são similares as de bares e restaurantes, como utilização de no máximo 30% da capacidade. Além disso, deve ser garantido um monitor para cada três crianças.

Cinemas

O retorno do funcionamento dos cinemas não foi aprovado. Os integrantes do Coe entenderam que os aspectos epidemiológicos e sanitários atuais não são favoráveis para a reabertura desses estabelecimentos.

O superintendente de Vigilância em Saúde, Yves Mauro Ternes, ressaltou que o momento é delicado, em razão da flexibilização do ensino presencial. “É importante nós monitorarmos esse retorno do ensino presencial. Em torno de duas ou três semanas nós vamos avaliar esse impacto e vamos ter condições de avaliar uma nova flexibilização, que seria dos cinemas” explicou.

As salas de cinema, segundo Ternes, possuem uma característica diferente por se tratar de um espaço fechado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.