Clientes da Enel vivem o inferno sem energia e vão às redes sociais contra empresa

Consumidores reclamam da alta conta de luz que é cobrada, em relação à qualidade do atendimento em situações de urgência, como a deste fim de semana

Diz a lenda sobre os serviços de energia elétrica em Goiânia que um cachorro não pode urinar no poste que a luz acaba.

Imagine, então, quando uma ventania de quase 100 km/h atinge a cidade. Isso aconteceu sexta-feira, 1º, e uma parte considerável dos moradores ficou sem luz.

Desde então, a Enel Goiás diz que já restabeleceu, no Estado todo, 90% do serviço dos clientes afetados. No entanto, pelo que se vê e se lê nas redes sociais, das duas, uma: ou não parece ser essa a realidade ou os 10% que ainda padecem são muito barulhentos nas reclamações.

Os relatos vão desde a questão meramente da falta de energia ou também à não resolução de postes e fios de alta tensão caídos em ruas e avenidas. É o caso de Carlos Araújo morador do Jaó:

Adriano César, da zona leste da capital, relatou que espera a Enel já há quase dois dias em sua região:

O jornalista Paulo Rolim lembrou da falta de qualidade no atendimento da empresa em relação ao alto custo das tarifas que cobra:

 

Outro jornalista, Rimene Amaral, fez um print do tempo gasto – mais de 35 minutos – em que aguardava pelo atendimento nas linhas da Enel e “puxou a orelha” do ex-governador Marconi Perillo (PSDB), articulador da contestada privatização da Celg que trouxe a Enel para seu lugar:

O coronel da Polícia Militar Francisco Jubé desabafou nas redes sobre a falta de retorno da Enel a seus pedidos:

E Ranyere Beltrão, em um desabafo direto ligando a falta de energia com o custo da alimentação, questionou se a multinacional sabe a sensação de ter a perda das compras para abastecimento da casa:

Abaixo a nota da Enel, em resposta ao Jornal Opção na manhã deste domingo, 3:

A Enel Distribuição Goiás informa que já restabeleceu 90% dos clientes afetados pelas chuvas e ventos de quase 100 km/h que atingiram algumas regiões do estado na sexta-feira (1). Em alguns pontos, a queda de árvores, galhos e outros objetos causaram danos severos à rede elétrica e impactaram o fornecimento de energia de parte dos clientes. O número de equipes emergenciais em campo foi dobrado para atuar no fim de semana e técnicos estão trabalhando ininterruptamente para restabelecer o serviço a todos os clientes impactados o mais breve possível. As cidades mais impactadas no momento são Goiânia, Faina, Senador Canedo, Palminópolis e Nova Crixás. A distribuidora orienta que os clientes busquem registrar falta de energia por um dos canais digitais: aplicativo da Enel, site, SMS para o número 27949 ou WhatsApp, enviando mensagem para 21 996019608.

Os clientes que lutem. Só não se esqueçam de pagar a conta em dia, para não correr o risco de corte do fornecimento – geralmente a Enel é bem mais ágil para isso.

4 respostas para “Clientes da Enel vivem o inferno sem energia e vão às redes sociais contra empresa”

  1. Avatar Sarita disse:

    Muito decepcionante ! ESTAMOS sofrendo com as más administrações nesse país.
    Sou moradora do leste vila nova e desde a sexta feira estou com queda de energia que nada pode ser ligado , tenho filho pequeno , perdi os alimentos que estavam na geladeira , trabalho com depilação em casa e estou sem trabalhar tmb…porque a energia é necessaria e essa companhia elétrica é irresponsável e ñ se preocupa em atender bem a população . Só se fala em reajustes nos valores que pagamaos cada dia mais caro….

  2. Isso é uma tortura , uma impotência . Cadê o poder público para tomar uma providência quanto a isso.

    Meu padrão pegou fogo no sábado , ficou estourando o final de semana todo e a Enel só apareceu na segunda feira a tarde para tratar dessa EMERGÊNCIA .

    Não tem cabimento .

  3. Isso é uma tortura , uma impotência . Cadê o poder público para tomar uma providência quanto a isso.

    Não tem cabimento .

  4. Avatar Cacillaine Gonçalves Da Silva disse:

    Rua rp7 residencial recreio panorama, estamos sem energia a horas e nada da Enel vir solucionar o problema. Pior que a energia acabou do nada, sem chuva, nem vento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.