Clécio Alves recua em decisão e suspende desocupação da Câmara de Goiânia

Vereadores teriam levado a questão ao deputado federal Ronaldo Caiado (DEM) e ao ex-governador Iris Rezende (PMDB), que teriam feito o presidente da Casa reavaliar sua posição

Foto: Fernando Leite - Opção Online

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção Online

O presidente da Câmara de Goiânia, Clécio Alves (PMDB), suspendeu o pedido de reintegração de posse do plenário da Casa, ocupado há 15 dias pelos servidores municipais da Educação em greve. Em nota, o sindicato que representa a categoria informou que Clécio disse que “irá buscar uma saída pacífica para a resolução do impasse criado entre a prefeitura e os manifestantes”.

O recuo do pedido de desocupação foi deliberado na noite da última terça-feira (25/6) logo após reunião entre o presidente da Casa, um grupo de vereadores e o presidente do Comitê de Gestão de Crise da Secretária de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO), Coronel Edson Costa. O encontro foi uma tentativa de resolver a questão da ocupação, sem o uso de força policial.

Informações de bastidores dão conta que a decisão de Clécio foi influenciada pelo desgaste político que o presidente tem sofrido com sua posição contrária à manifestação dos grevistas. Além disso, vereadores teriam levado a questão ao deputado federal Ronaldo Caiado (DEM) e ao ex-governador Iris Rezende (PMDB), que o teriam feito reavaliar sua posição.

Enquanto isso…

Continua o impasse entre os educadores e o Paço Municipal. O Sindicato Municipal dos Servidores da Educação em Goiânia (Simsed) alega que o prefeito Paulo Garcia (PT) ainda não abriu um canal de negociação com a categoria.

A reivindicação inicial dos profissionais era o cumprimento integral do acordo firmado entre a Prefeitura de Goiânia e os educadores durante a última paralisação da categoria. Entretanto, a pedido da secretária de Educação, Neyde Aparecida, o comando de greve reduziu a pauta de reivindicações em três itens, são eles: o pagamento do retroativo do piso salarial e das titularidades, estabelecimento de gratificação de 30% para auxiliares e o cumprimento da data base para os servidores administrativos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.