Clécio Alves colhe assinaturas para aumentar o número de vereadores em Goiânia

Mesa Diretora negava movimento para criar novos cargos na Câmara Municipal. No entanto, áudio vazado durante a sessão desta quinta-feira, 16, confirma que Casa quer mais vereadores na próxima legislatura

Vereador Clécio Alves articula aumento no número de vereadores | Foto: Divulgação

O vice-presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Clécio Alves (MDB), está colhendo assinaturas para aumentar quatro cadeiras de vereadores, aumentando o número de 35 para 39 parlamentares, já para a próxima Legislatura, de 2025 a 2028, seguindo o limite da Constituição Federal para municípios com mais de 1,5 milhão de habitantes. O movimento para aumentar a quantidade de vereadores por Goiânia já havia sido antecipado pelo Jornal Opção no dia 07 de dezembro.

A Emenda à Lei Orgânica já está em fase de recolhimento das assinaturas, como é possível ver na sessão desta quinta-feira, 16, quando vazou um áudio do emedebista procurando o vereador Sargento Novandir (Republicanos) para recolher as assinaturas para a apresentação da matéria. “Isso aqui aumenta para Legislatura quatro cadeiras de vereador e corrige os subsídios de acordo com a Constituição Federal de deputado Estadual”, disse o parlamentar.

Antes desta sessão, os integrantes da Mesa Diretora negavam que estavam colhendo assinaturas. O vereador Juarez Lopes (PDT), que é integrante, chegou a ser procurado, porém negou que estaria avançado em uma fase avançada.

Quando o Opção antecipou o assunto, a fonte ouvida pelo jornal disse que a tendência era aumentar para 37 o número de parlamentares, aumentando mais duas cadeiras, em virtude das dificuldades socioeconômicas que o país enfrenta como reflexo da pandemia do Coronavírus (Covid-19). “Na verdade, há, até, a possibilidade de aumentar para 39 vereadores. Porém, devido à crise que assola o país, acrescentar apenas mais dois já seria positivo e não aumentaria as despesas da Câmara em larga medida”, argumentou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.