Cine Cultura exibe filmes premiados no Fica 2016

Algumas das produções vencedoras poderão ser conferidas em sessões gratuitas entre os dias 12 e 13 de dezembro

Algumas das produções premiadas na 18ª edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica) de 2016, realizado na cidade de Goiás, poderão ser vistos a partir desta segunda-feira (12/12) no Cine Cultura. Até o dia 13 de dezembro, longas, curtas e médias-metragens, estarão em cartaz em sessões gratuitas.

A programação abre na segunda-feira (12), às 18h30, com o francês Le Petit Pousse, dirigido por Chaitane Conversat, que levou o prêmio de melhor curta. Na sequência, é a vez de E o Galo Cantou, eleita a segunda melhor produção goiana, dirigida por Daniel Calil; e La Suplicação – Vozes de Chernobyl, documentário de Pol Cucrhten que venceu como melhor obra.

Para encerrar, às 20h30 será exibido Floating Life, de Haobam Paban Kumar, escolhido o melhor média-metragem; e o documentário belga Remember Your Name, Babylon, de Marie Brumagne e Bram Van Cauwenberghe, que ganhou como melhor longa. No dia 13, as produções se repetem com sessões alternadas.

Saiba mais sobre os filmes:

O filme de animação Le Petit Pousse começa com um pano mágico em que uma garotinha captura padrões florais e os utiliza para tecer seus belos vestidos. Toda noite, as formigas mudam sua casa de um campo para outro. Um dia, uma semente cai em sua boca e um broto nasce em seu umbigo.

Projeto contemplado pelo Fundo de Arte e Cultura, da Seduce Goiás, E o Galo Cantou tem como foco um drama familiar. O roteiro do filme se passa em uma pequena propriedade rural, na Chapada dos Veadeiros, onde vive Pedro, um jovem rapaz que quer se abrir para o mundo e conhecer coisas novas, mas esbarra no fato de ser o filho que ficou responsável por cuidar da terra e da família.

La Suplicação – Vozes de Chernobyl é um retrato sobre os extremos do sofrimento humano e a incapacidade de esquecer. A obra faz um relato sobre o desastre nuclear de Chernobyl e o modo como essa calamidade veio a afetar as vidas de uma infinidade de pessoas que viviam nas proximidades da fábrica onde decorreu a fatídica explosão. O filme é uma adaptação literária de uma obra do mesmo nome de Svetlana Alexievich, Prêmio Nobel da Literatura de 2015.

O documentário Floating Life se passa em 2011, data em que, sob o pretexto da despoluição, o governo do estado indiano de Manipur queimou centenas de choupanas no Lago Loktak, culpando os moradores por sua degradação. Milhares de pescadores foram desalojados e tiveram seus modos de vida prejudicados. Sem outro lugar para onde ir, eles continuam a enfrentar as autoridades, numa luta inglória, onde o governo questiona até mesmo se seriam nativos do lugar, já que vivem em casas flutuantes feitas de biomassa.

Já o belga Remember Your Name, Babylon traz as histórias de refugiados marroquinos, exilados em terras espanholas à espera de serem deportados para a terra de origem. São pessoas que vivem entre os corredores das estufas de um mundo coberto por plástico, crescem em pequenas favelas, lar de homens e mulheres que cruzaram o mar em busca de uma vida melhor. No coração dessa Eldorado decadente, eles tentam reorganizar os restos de um mundo que parece para sempre perdido.

Confira programação:

12/12

18h30:

Le Petit Pousse, Chaitane Conversat. (Animação – França)
E o Galo Cantou, Daniel Calil (Goiás)
La Supplication – Vozes de Chernobyl, dirigido por Pol Cucrhen (Luxemburgo)

20h30:
Floating Life, de Haobam Paban Kumar (Índia)
Remember Your Name, Babylon, de Marie Brumagne e Bram Van Cauwenberghe (Bélgica)

13/12

18h30:
Floating Life, de Haobam Paban Kumar (Índia)
Remember Your Name, Babylon, de Marie Brumagne e Bram Van Cauwenberghe (Bélgica)

20h30:
Le Petit Pousse, Chaitane Conversat. (Animação – França)
E o Galo Cantou, Daniel Calil (Goiás)
La Supplication – Vozes de Chernobyl, dirigido por Pol Cucrhen (Luxemburgo)

Local: Cine Cultura – Praça Cívica
Entrada gratuita
Contato: (62) 3201-4670

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.