Cidade inteira fica sem internet após pai tentar bloquear sinal de acesso dos filhos

Autoridades abriram investigações para identificar problema relatado por operadora; caso condenado, homem pode pegar até seis meses de prisão, além de multa

Para regular o acesso dos filhos à internet, um homem decidiu bloquear o sinal entre meia-noite e 3 horas da manhã, todos os dias. Para isso, ele instalou equipamentos na própria residência. No entanto, a atitude do homem não afetou apenas a própria família, mas derrubou a internet em toda a cidade.  O problema foi solucionado somente quando autoridades abriram uma investigação.

Com as constantes quedas de sinal, uma operadora reportou ao órgão público de gestão de radiofrequência (ANFR), que mandou um técnico ao munícipio. Lá, ele ficou aguardando próximo a uma antena de celular e ao dar meia-noite, os equipamentos dele começaram a identificar alterações no sinal, mostrando que havia um bloqueador em uso daquele momento.

Diante da informação e utilizando um localizador de rádio no teto do veículo, com um receptor portátil de sinal, por volta de 1h30, o técnico foi direcionado para uma residência de um município próximo, onde os equipamentos mostravam que havia um bloqueador. Ele esperou amanhecer o dia e retornou ao endereço, sendo recebido pelo morador, que admitiu ter instalado equipamentos de bloqueios, porque os filhos estavam viciados em internet e a intenção era evitar que eles passassem as madrugadas online.

O caso aconteceu na cidade de Messanges, na França, onde é proibido o uso de bloqueadores de internet. O homem teve os equipamentos apreendidos e deve responder por crime na Justiça. Caso condenado, ele pode pegar pena de até seis meses de prisão e multa de 30 mil euros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.