Chuvas já mataram 21 em SP; vizinhos se unem em busca de sobreviventes

Defesa Civil atualizou número de vítimas das tempestades que assolaram parte do Estado neste fim de semana

Moradores ajudam em buscas por soterrados em Parque Paulista, Franco da Rocha (SP) | Foto: Roberto Costa/Código19/Estadão Conteúdo

Moradores ajudam de forma voluntária o Corpo de Bombeiros nas buscas por pessoas que ficaram soterradas em um deslizamento de terra no bairro Parque Paulista, em Franco da Rocha, na Grande São Paulo, neste domingo (30) — Foto: Roberto Costa/Código19/Estadão Conteúdo

Enquanto São Paulo já conta 21 mortes por causa das fortes chuvas desde sexta-feira, 28 – número atualizado pela Defesa Civil do Estado nesta segunda-feira –, vizinhos de locais que sofreram tragédias mostram solidariedade.

Em Franco da Rocha, na região metropolitana, pessoas se revezavam com baldes para tirar a lama e tentar encontrar desaparecidos. Segundo a prefeitura local, há pelo menos 11 desaparecidos. Entre os mortos, informações preliminares apontam que havia quatro homens e uma mulher.

Enquanto se contam as vítimas, mulheres observavam, embaixo de uma laje improvisada com a mesa de café da manhã, cerca de cem pessoas passando baldes cheios de terra uma para as outras. A tentativa é de retirar os escombros e ainda encontrar alguém vivo entre os desaparecidos.

“Meu filho ficou ontem (domingo) das 7 às 18 horas ajudando na corrente humana para tirar os baldes de terra e tentar achar alguém”, afirmou Edilsa Pereira de Almeida, de 55 anos. Vizinha do local do deslizamento, ela encarou a chuva para bater de porta em porta e pedir a doação de baldes e latas para levar ao pessoal de resgate.

* Com informações do portal UOL.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.