Churrascaria Favo de Mel diz que barata encontrada em cozinha foi “fatalidade”

Em comunicado, estabelecimento de propriedade do cantor Marrone nega existência de produtos vencidos e informa que já iniciou reforma estrutural na unidade

Reprodução/Facebook

Reprodução/Facebook

A Churrascaria Favo de Mel, interditada na última sexta-feira (25/11) pela Vigilância Sanitária, emitiu nota neste sábado em que diz ter por princípio “a seriedade com se negócio e com seu cliente”. Segundo comunicado, o estabelecimento, que pertence ao cantor sertanejo Marrone, adota o respeito às normas de higiene e conservação dos alimentos como premissa, e nega a existência de produtos vencidos na unidade.

“Os produtos supostamente vencidos apontados pela vigilância sanitária, na verdade não possuíam a etiqueta interna da empresa, o que, para o órgão, caracteriza-se não conforme. A churrascaria afirma que não é utilizado nenhum produto vencido na unidade”, explica o comunicado.

Conforme noticiou o Jornal Opção, a fiscalização da Vigilância Sanitária encontrou na Favo de Mel alimentos impróprios para consumo, ambientes sujos e com pestes, além da ausência de alvará de funcionamento. Segundo o órgão, o local onde foi aberta a churrascaria não tem nem estrutura adequada para o funcionamento de um estabelecimento de comercialização de comida.

O restaurante não apresenta, conforme os fiscais, condições de iluminação e ventilação suficientes, além de não ter feito um ajuste na passagem de esgoto e nem no acondicionamento do lixo.

“Tinha barata viva andando na cozinha e na churrasqueira, a comida não era manuseada de forma adequada e apreendemos mais de 100 quilos de produtos entre itens vencidos, sobras e restos impróprios para consumo”, contou à reportagem a coordenadora de fiscalização de alimentos da Vigilância Sanitária da capital, Tânia Agostinho.

Na reposta, a churrascaria informa que, diante das observações da fiscalização, antecipará uma reforma estrutural que já estaria programa e que ficará pronta em dias. Sobre o alvará de funcionamento, o comunicado diz que o documento já foi solicitado, protocolado e aguarda apenas o andamento dos trâmites legais do processo.

Quanto aos insetos encontrados na cozinha do local, a churrascaria diz se tratar de uma “fatalidade” e informa que realiza uma dedetização mensal preventiva na unidade.

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rogerio Alves Costa

Toma.acha que Porque é famoso pode vender comida estragada.

Epaminondas

Uma barata não é assim tão catastrófico. Poderia ser muito pior.

O dono poderia cantar na churrascaria.

=x=

Mas chamam de “Favo de Mel” e não esperavam atrair insetos?

=x=

Passo na porta e sempre estava tão cheio que eu duvidava que caberia mais uma barata ali.