Chega ao Rio paciente com suspeita de infecção por ebola

Homem estava subfebril e não apresentava hemorragia, vômitos ou quaisquer outros sintomas. Ele veio da Guiné, com escala em Marrocos

Ppaciente segue para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, referência nacional para casos de ebola | Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Ppaciente segue para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, referência nacional para casos de ebola | Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Já chegou ao Rio o avião da Força Aérea Brasileira (FAB), procedente de Cascavel (PR), com o paciente suspeito de infecção por ebola. O homem, de 47 anos, vindo da Guiné (com escala em Marrocos), chegou ao Brasil no dia 19 de setembro. O paciente segue, neste momento, de ambulância para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, que funciona dentro da Fundação Oswaldo Cruz, em Manguinhos, referência nacional para casos de ebola.

Ele relatou que nos dois últimos dias teve febre. Até o início da noite de quinta-feira (9/10), estava subfebril e não apresentava hemorragia, vômitos ou quaisquer outros sintomas. Está em bom estado geral e é mantido em isolamento total.

Por estar no 21º dia, limite máximo para o período de incubação da doença, foi considerado caso suspeito, seguindo os protocolos internacionais. A Guiné é um dos três países que concentram o surto da doença na África. O ebola só é transmitido por meio do contato com o sangue, tecidos ou fluidos corporais de indivíduos doentes, ou pelo contato com superfícies e objetos contaminados. O vírus é transmitido quando surgem os sintomas.

Deixe um comentário