Cesta básica acumula alta de 9,92%, em 2014. Maior aumento foi da carne

Inflação em Goiânia fechou em 8,42%, no ano passado

O Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB/Segplan) divulgou nessa quinta-feira (8/1) a inflação de 2014. Segundo o estudo, a cesta básica acumulou alta de 9,92%, sendo que em 2013 fechou com alta de 5,28%. A carne foi campeã de aumento, com 23,33%, vindo em seguida arroz, com 20,39%, legumes e tubérculos, 12,17%, feijão, 10,05%, e margarina com 9,82%.

Conforme divulgado, a inflação fechou com taxa de 8,42%, superando o número constatado pelo instituto em 2013, que foi de 5,93%. A maior alta foi dos artigos residenciais, com alta de 11,36%.

Neste grupo, entre os serviços e produtos pesquisados, o maior aumento foi no preço da energia elétrica, com 17,28%. O telefone celular pós-pago teve elevação de 12,90%, o telefone pré-pago, 7,52%, o aluguel residencial, 7,18% e a gasolina comum, 6,91%.

Já a área de alimentação, que foi a que mais pressionou a inflação, ficou em segundo lugar, com alta de 10,46%, sendo que o preço das carnes bovinas foi o mais elevado: costela com alta de 33,64%, acém com 31,76% e alcatra com 28,89%. Em seguida, vem o pernil suíno, com aumento no preço de 25,12%, e a batata inglesa com 24,05%.

As áreas de Educação e Habitação vieram em terceiro e quatro lugar, com 8,87% 8,80%, respectivamente.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.