Cervejaria ucraniana passa a fabricar coquetéis molotov para combater soldados russos

As garrafas com o líquido inflamável, que trazem caricaturas de Vladimir Putin, são distribuídas para a população da cidade se defender do exército russo

Destinada a produzir cervejas artesanais, uma empresa ucraniana, da cidade de Lviv, mudou a sua linha de produção para fabricar bombas caseiras, conhecidas como coquetéis molotov. Em entrevista à agência AFP, o proprietário da cervejaria Pravda afirmou que tomou a decisão de adaptar sua produção porque é disso “que as pessoas precisam” no momento, e contou ter aprendido a fazer as bombas caseiras durante os protestos de 2014, quando a população ucraniana foi às ruas contra o governo do presidente Viktor Yanukovych, no movimento que ficou conhecido como “Revolução da Dignidade”.

“Temos as habilidades e passamos por uma revolução nas ruas, em 2014. Tínhamos que fazer e usar coquitéis molotov na época”, disse o empresário.

A empresa começou a produzir as armas incendiárias para as Forças de Defesa Territoriais da Ucrânia, compostas por reservistas que responderam ao apelo do presidente Volodymyr Zelensky para pegar em armas.

“Tem que esperar o pano ficar bem encharcado. Quando estiver, significa que o coquetel Molotov está pronto”, disse um funcionário sorridente à AFP enquanto enfiava o pano em uma garrafa de cerveja cheia de uma mistura de óleo e gasolina.

O empreendimento qu deixa de lados as cervejas e passa a fazer bombas ocorre depois que autoridades da capital de Kiev instaram os moradores na semana passada a “neutralizar o ocupante” com as bombas incendiárias caseiras.

As garrafas com o líquido inflamável, que trazem caricaturas de Vladimir Putin, são distribuídas para a população da cidade se defender do exército russo. Por estar localizada próxima à fronteira com a Polônia, a  cidade de Lviv tem recebido uma grande quantidade de ucranianos e estrangeiros que tentam deixar o país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.