Das solicitações, 5,2 milhões (7,5%) foram atendidas, mas em 801 mil (1,2%) dos casos empréstimo não foi concedido

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios da Covid-19 (Pnad Covid19), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que , entre os 68,7 milhões de domicílios pesquisados, em cerca de 6 milhões (8,7%) algum morador solicitou empréstimo.

O estudo mostrou ainda que das solicitações, 5,2 milhões (7,5%) foram atendidas, mas em 801 mil (1,2%) dos casos o empréstimo não foi concedido.

A pesquisa refere-se ao mês de outubro. Em comparação com o mês de setembro, houve alta de 0,8 ponto percentual no número de domicílios que pediram empréstimo — o que corresponde a uma elevação de cerca de 533 mil no número de domicílios nos quais algum morador solicitou crédito.

A Região Norte registrou a maior taxa de recusa de empréstimos. Lá foram cerca de 17,5% dos domicílios com solicitações recusadas. A maior procura por empréstimos foi na Região Sul (9,7%), onde houve a menor taxa de recusa de empréstimo, aproximadamente, 10,0%.