Celg GT vai leiloar área de 45 mil metros quadrados do antigo Clube da Celg

Terreno havia sido comprado pela Universo, em 2004. Entretanto, após inadimplência que se arrasta há mais de 10 anos, companhia acorda detalhes finais da transferência

Após imbróglio que perdura desde 2007, a diretoria da Celg GT publicou nesta segunda-feira, 11, ter avançado nos acordos de retomada do antigo Clube Recreativo dos Empregados da Celg. O imóvel foi vendido à Universidade Salgado de Oliveira em 2004, que por sua vez pagou apenas 13% do total acordado. Com a inadimplência, a companhia luta junto à justiça pela retomada do terreno, que agora deve ser leiloado.

O pedido de averbação no Cartório de Registro de Imóveis caminha para a mudança de matrícula, mas encontra obstáculos jurídicos em razão de oito ações na justiça contra a Universo em Minas Gerais e uma no Rio de Janeiro. Apesar disso, a mudança deve ser concretizada. Em razão da privatização da companhia, a Celg GT pagou à Enel o total de R$ 7,2 milhões do crédito registrado quando da venda da Celg D, retomando o direito sobre a área e suas edificações.

Segundo a companhia, a ideia é que o dinheiro arrecadado em leilão do terreno de 45 mil metros quadrados seja totalmente revertido em prol da geração e transmissão de energia, atendendo aos interesses dos acionistas e do Governo de Goiás.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.