CEI das Obras Paradas investiga desvio de verba repassada por shopping de Goiânia

Passeio das Águas pagou, a título de contrapartida ambiental, cerca de R$ 1,9 milhão para Prefeitura de Goiânia

Foto: Reprodução

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investiga a situação das obras paradas em Goiânia vai investigar como foi aplicado o montante de R$ 1,9 milhão pago à prefeitura pelo Shopping Passeio das Águas como contrapartida ambiental para amenizar os impactos causados pela instalação do centro comercial na região.

O presidente da CEI, vereador Alysson Lima (PRB), diz que teve acesso ao comprovante que mostra que a verba chegou aos cofres municipais. No entanto, apenas parte do recurso teria sido aplicado na implantação de um parque ecológico na região noroeste da capital.

“Neste parque ecológico do setor Nova Esperança, foi gasto entre R$600 e R$ 800 mil reais. O resto dessa verba, mais de R$ 1 milhão, teria supostamente voltado para a prefeitura”.

Alysson destaca que o recurso não pode ser utilizado para outras finalidades já que um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público prevê que o dinheiro, em sua totalidade, deve ser usado para minimizar os danos ambientais causados na região do shopping.

“Achamos que o valor já era bem pequeno diante dos impactos causados na região de nascente e que influenciou muito no trânsito. Mas o TAC foi firmado e tem que prevalecer aquilo que foi acordado”, finaliza.

Deixe um comentário