CEI da SMT apresenta nova denúncia na próxima segunda-feira (3)

Comissão teve acesso a documentos que apontam irregularidades na compra de sete mil cavaletes nos anos de 2015 e 2016

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara Municipal de Goiânia que investiga as contas da Secretaria Municipal de Trânsito (SMT) discute na próxima segunda-feira (4/3), a partir de 8h30, os procedimentos que serão adotados em vista de uma denúncia de irregularidades na compra de mais de sete mil cavaletes para a Secretaria em 2015 e 2016.

O presidente da CEI, vereador Elias Vaz (PSB), recebeu documentos nesta sexta-feira (31/3) que apresentam provas de que o processo foi irregular. “Vamos discutir com os membros da Comissão que medidas iremos tomar a partir da análise desses documentos”, explica Elias.

Nesta reunião, os vereadores também devem definir um cronograma de convocações. Eles já aprovaram quatro requerimentos solicitando documentos à SMT: cópia de todos os contratos e notas fiscais referentes à Dataprom, empresa responsável pela sincronização dos semáforos na capital; cópias do processo com a Trana/EIT, que operavam fotossensores em Goiânia; informações sobre a atual situação do processo licitatório vencido pela empresa gaúcha Eliseu Kopp para instalação e manutenção de fotossensores e relatório do número de servidores da SMT que estão à disposição em outros órgãos, deixando de atuar como agentes de trânsito.

Na última quinta-feira (30/3) os integrantes da Comissão ouviram do secretário Municipal de Trânsito, Felisberto Tavares, o compromisso de que terão acesso a todos os documentos necessários para o trabalho da CEI. “Esse compromisso é muito importante porque vai facilitar a investigação e permitir não só que os responsáveis pelas irregularidades sejam punidos, mas também que sejam propostas soluções para sanar essa crise da SMT”, afirma Elias Vaz.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.