CCJ do Senado aprova indicação de Lauro Machado ao CNMP

Outros dois nomes foram reconduzidos aos cargos de conselheiro Orlando Rochadel e Dermeval Gomes Filho, todos por unanimidade

Procurador goiano teve o nome aprovado por unanimidade | Marcos Oliveira/Agência Senado

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ) sabatinou nesta quarta-feira (10/5) os nomes indicados para o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). O procurador-geral de Justiça de Goiás, Benedito Torres Neto, e o chefe de Gabinete da PGJ, Jales Mendonça, participaram da sessão, que aprovou por unanimidade a indicação do promotor goiano Lauro Machado Nogueira.

Também foram sabatinados Orlando Rochadel Moreira e Dermeval Gomes Filho, ambos aprovados por unanimidade. A CCJ encaminhou a matéria ao plenário para apreciação em regime de urgência.

Em discurso de defesa de sua indicação, Lauro Machado apresentou aos senadores sua trajetória como promotor e serviços prestados à sociedade, colocando-se à disposição para enfrentar os desafios próprios do cargo de conselheiro.

Eleição

O ex-procurador-geral de Justiça de Goiás, Lauro Machado Nogueira foi escolhido pelo CNPG como um dos três representantes da entidade junto ao CNMP, ao lado de Orlando Rochadel e Fábio Stica – estes dois já conselheiros e indicados à recondução. A escolha se deu por eleição, realizada em 6 de abril deste ano, em três escrutínios.

O CNMP é composto por 14 conselheiros, que são indicados por suas instituições de origem e precisam também da aprovação do Senado Federal e da Presidência da República para assumir o cargo. A composição do CNMP é formada para uma gestão de dois anos, sendo que os conselheiros podem ser reconduzidos aos cargos por mais um mandato. (Texto: Leandro Coutinho/MP-GO)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.