Matéria aprovada pela Casa foi rejeitada pelo prefeito Iris Rezende. No entanto, Comissão de Constituição e Justiça entendeu como pertinente a derrubada da decisão do emedebista. Discussão será levada a Plenário nas próximas semanas

Foto: Reprodução

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal de Goiânia (CCJ) decidiu, na manhã desta quarta-feira, 2, rejeitar o veto integral do prefeito Iris Rezende ao projeto de Lei que proíbe a comercialização de animais, com menos de oito meses, em pet shops, lojas de ração e agropecuárias.

Para o autor da matéria, vereador Zander Naves (Patriota), o projeto tem o objetivo de incentivar a adoção de cães e gatos em abrigos que resgatam e assistem esses animais.

“A ideia é também fazer com que essa lógica comercial perversa, ainda tão forte no mundo inteiro, não prejudique ainda mais a saúde e bem-estar dos bichos”, justifica o autor da matéria.

A medida também visa atacar, segundo ele, as práticas de abuso às fêmeas que muitas vezes são exploradas como matriz de procriação, a separação precoce dos filhotes, sua introdução em novos ambientes ou ambientes inadequados quando ainda muito frágeis.

Matéria aprovada pela Casa foi rejeitada pelo prefeito Iris Rezende (MDB). No entanto, CCJ entendeu como pertinente a derrubada da decisão do emedebista. Discussão será levada a Plenário nas próximas semanas.