CCJ escolhe deputado governista para relatar 2ª denúncia contra Temer

Parecer ficará sob responsabilidade de Bonifácio de Andrada (PSDB-MG). Previsão é que votação no plenário seja no fim de outubro

O relator da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) será o governista Bonifácio de Andrada (PSDB-MG). Escolhido pelo presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), ele fará o parecer que será a base para a votação do Plenário.

A denúncia do ex-procurador Rodrigo Janot deve receber o apoio de pelo menos 342 dos 513 deputados para poder ser analisada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A previsão é de que a votação em plenário fique para o final de outubro.

Temer foi acusado de obstrução de Justiça e de organização criminosa com base nas delações premiadas de executivos da JBS e do corretor de valores Lúcio Funaro.

Também foram denunciados o dono do Grupo J&F, Joesley Batista e o executivo da empresa Ricardo Saud; os ministros da Casa Civil Eliseu Padilha (PMDB-RS) e da Secretaria-Geral Moreira Franco (PMDB-RJ); o ex-deputado federal e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ); o ex-deputado e ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN); o ex-ministro
Geddel Vieira Lima (PMDB-BA); e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.