CCJ da Câmara derruba veto de Iris ao PL que institui serviço de táxi-lotação na capital

Agora, matéria, de autoria do vereador Paulo Magalhães, segue para votação em plenário

Táxi-lotação pode ocorrer em Goiânia | Foto: Divulgação/Prefeitura de Boa Vista

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Municipal de Goiânia aprovou o voto em separado pela derrubada do veto integral do prefeito Iris Rezende (MDB) ao projeto de lei 266/2019, de autoria do vereador Paulo Magalhães (DEM). A matéria institui o serviço de táxi-lotação em Goiânia e revoga a lei nº 5.467/1979. Agora, o PL segue para votação no plenário.

“Eu gostaria de levar ao conhecimento da população, principalmente aos taxistas, que nós conseguimos, por unanimidade, hoje, pela manhã na CCJ. Tenho certeza que ,em plenário, poderá não ser unanimidade, porque tem o pessoal que teme o Paço. Mas acho que é uma matéria de interesse da população, principalmente dos taxistas, no momento em que estão passando, de não receber recursos para seus financiamentos e botar gasolina nos carros”, disse Paulo.

“O táxi-lotação, além de beneficiar a população, também ajuda os profissionais do volante, que são os taxistas, pioneiros em Goiás há mais de 70 anos; estão aqui com seus carros”, defendeu o parlamentar.

Paulo Magalhães também convocou a participação dos taxistas na sessão ordinária desta quinta-feira, 6, em que ocorrerá a votação pela derrubada do veto. “Pelo menos 70 taxistas poderão fazer parte do plenário nas galerias. Tenho certeza que a vitória é nossa”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.