A decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de cassar a chapa de vereadores do Democratas (atual União Brasil) de Cabeceiras de Goiás, por fraude nas candidaturas femininas, derrubou três mandatos na Câmara. Uma das cadeiras é do presidente da Casa, Cleiton Pulguinha.

Além dele, perderam as vagas os parlamentares Joviano Antonio Neto Machado Ribeiro e Gilberto Gomes de Araujo, o Gilberto do Táxi.

Procurado pelo Jornal Opção, Cleiton disse que ficou surpreso com a notícia de cassação do TSE, uma vez que foi diferente da sentença de primeira instância. “Estou aguardando uma resposta do jurídico da Câmara sobre essa decisão”, respondeu o presidente do Poder Legislativo do município.

Ele lamentou a punição ao grupo de vereadores por erros que ele atribuiu à direção do partido. “Nunca cometi qualquer falha que desabone minha conduta como político e, agora, tenho essa cassação”, afligiu-se. O parlamentar recorda que ao todo a chapa conquistou 1916 votos.

Por enquanto não se sabe quais suplentes e partidos que irão herdar as três cadeiras no município.