Casos de Covid-19 vão aumentar “exponencialmente” na próxima semana, segundo secretário de Saúde

Estado  prepara unidades de saúde para conseguir atender o crescimento na curva de pacientes com confirmação de Coronavírus 

Secretário de Saúde, Ismael Alexandrino, se prepara para pico da Covid-19 | Foto: Reprodução

“A nossa realidade ela está numa crescente linear, até na próxima semana essa curva deve ficar exponencial em relação ao aumento do número de casos”. A afirmação é do secretário estadual de Saúde, Ismael Alexandrino, feita nesta quarta-feira, 1ª de abril.

A expectativa do secretário em relação ao aumento dos casos da Covid-19 em Goiás leva em consideração as análise de gráficos de outros estados e países que lutam contra a doença. “A verdade é que a gente observa a curva e seus aspectos em comparação com outros estado e a evolução. Assim conseguimos ver essa mudança de comportamento”, diz o Ismael Alexandrino.

Casos

Goiás tem 73 infectados pelo coronavírus e 7 mortes em investigação, segundo o boletim divulgado nesta quarta-feira. Ismael Alexandrino revela, que embora os idosos sejam a principal preocupação por comporem o grupo de risco, há muitos jovens sendo atendidos no Hospital de Campanha (HCamp).

“Chegaram pessoas jovens também buscando atendimento. inclusive um óbito que não está confirmado, é de uma pessoa muito jovem, abaixo dos 30 anos de idade”, informa o secretário estadual de saúde.

No HCamp são 70 leitos para pacientes críticos e 140 em estado semi-crítico | Foto: Iron Braz/ SES-GO

De acordo com assessoria do HCamp, até a data de hoje, a unidade atendeu 56 pessoas . Desse total, há 2 óbitos registrados, 14 pacientes internados seguem internados, 4 pacientes que não eram o perfil de atendimento do HCamp ou serão transferidos, 1 paciente sendo avaliado e 35 pessoas que tiveram alta médica hospitalar e que não estão mais na unidade de saúde.

 

 

Estrutura

O governo do estado se prepara para enfrentar esse aumento na curva de infectados pelo coronavírus. São preparados hospitais para enfrentamento à doença em sete cidades do interior goiano. Juntas, as unidades poderão aumentar em quase 800 leitos exclusivos para assistência às pessoas com a Covid-19.

Para a região do Entorno do Distrito Federal, o Hospital Municipal de Formosa já passava pelo processo de estadualização e, a partir de agora contará com pelo menos 60 leitos exclusivos para enfrentamento à pandemia, além de outros 80 leitos em Luziânia, destinados para pacientes da Covid-19. Para Águas Lindas de Goiás, um pedido do Governo de Goiás foi atendido pelo Ministério da Saúde e será instalado um Hospital de Campanha Modular, que já está sendo estruturado pela SES-GO com apoio da Prefeitura do município.

Em Itumbiara, o Hospital e Maternidade São Marcos também já está sob gestão do Governo de Goiás, e a SES-GO já prepara 200 leitos que servirão como pólo de assistência na região Sul de Goiás às pessoas acometidas da doença pelo Covid-2019.

Em Anápolis, o Centro de Convenções da cidade deverá abrigar uma estrutura que servirá como Hospital de Campanha, devendo contar com cerca de 300 leitos, e segue sendo estruturado com expectativa para ficar pronto o mais breve possível.

Na região Norte, o Hospital Municipal de Porangatu será a referência para o enfrentamento à pandemia. A SES-GO dará apoio à unidade, que está sob gestão municipal. Após adaptação, o local terá cerca de 50 leitos destinados exclusivamente para pacientes da Covid-19.

Já no Sudoeste goiano, o Hospital das Clínicas de Jataí, que já estava em processo de estadualização, contará com cerca 100 leitos para pacientes de coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.