“Caso Iris vete, com certeza derrubaremos o veto”, diz vereador sobre emenda à LOA

“Nunca vi um prefeito acatar uma emenda de vereadores em orçamento”, diz Clécio Alves

O vereador Clécio Alves (MDB), presidente da Comissão de Finanças, Orçamentos e Planejamento da Câmara Municipal de Goiânia, comentou o acatamento de 178 emendas à Lei Orçamentária Anual (LOA 2019). Clécio é relator da LOA e propôs uma emenda que diz respeito ao Instituto Municipal de Assistência Social (IMAS).

“Foram acatadas 177 emendas e, na apresentação do relatório, o vereador Paulo Daher (DEM) apresentou uma emenda fora do prazo, que também foi acatada. Portanto, foram 178 emendas sendo apenas uma proposta por mim e que vem ao encontro dos interesses dos servidores da Prefeitura de Goiânia”, afirmou o vereador.

Sobre a emenda de sua autoria, Clécio disse que a iniciativa, “dá estruturação na rubrica 100 ao Instituto Municipal de Assistência Social (IMAS) para que ele tenha condição de uma reforma administrativa, otimizando e dando a dignidade e o respeito que os servidores do município merecem”, explicou.

“Todos os meses quando os servidores recebem os seus pagamentos é descontado automaticamente 8 % de tudo aquilo que recebem a favor da contribuição junto ao IMAS. E o que nós temos acompanhamos ao longo do tempo são as portas de prestadores de serviços sendo batidas na cara dos usuários, isso tem que acabar. O IMAS é um patrimônio dos servidores”, defendeu Clécio.

Sobre um possível veto do prefeito Iris Rezende (MDB), o vereador afirmou que não espera que as emendas sejam acatadas, no entanto “se o prefeito quiser vetar essa emenda ele tem que vetar o projeto como um todo, nós não deixamos brechas para que seja vetado. Agora caso ele vete, com certeza nós vamos derrubar esse veto”, afirmou o parlamentar.

“Até hoje nunca vi um prefeito acatar uma emenda de vereadores em orçamento. Não tenho dúvidas de que a prefeitura de Goiânia tem necessidades urgentes para atender no município, mas ninguém melhor do que o vereador ou a vereadora para saber quais são”, concluiu o vereador em seu quinto mandato.

O vereador disse ainda que não tem dúvidas de que as outras emendas são importantes para Goiânia, por isso foram acatadas. No entanto, ele afirmou que é preciso avaliar se a prefeitura tem recursos para executá-las.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.