Casas legislativas renovadas devem consagrar velhos conhecidos para Mesas Diretoras

Confira o cenário eleitoral para a corrida pela presidência do Senado, Câmara Federal e Alego

Foto: Reprodução

A sexta-feira, 1°, será agitada para o mundo político com a posse dos parlamentares eleitos para a Câmara dos Deputados, Senado e Assembleias Legislativas e, principalmente, com as eleições para os presidentes das respectivas Casas.

Apesar do número histórico de candidaturas e renovação de parlamentares, existe uma grande chance das eleições consagrar velhos conhecidos da política com Rodrigo Maia (DEM-RJ), na Câmara, e Renan Calheiros (MDB-AL), no Senado.

Em Goiás, a Assembleia sofreu uma reviravolta após a candidatura do deputado Álvaro Guimarães (DEM), que até a semana passada seguia a todo vapor, naufragar diante de um movimento de independência que ganhou corpo com o surgimento do nome de Lissauer Vieira (PSB).

Em política tudo pode mudar, mas até o momento o indicativo é de que Lissauer será candidato único e alcançará uma vitória histórica na Alego.

Alego

A solenidade de posse dos deputados será realizada às 14 horas. A renovação política da Casa será de praticamente 50%. Em seguida, será aberta a sessão para eleição da nova Mesa Diretora. O registro das candidaturas ou chapas é feito no início da sessão.

Será eleito aquele que atingir maior número de votos, e, em caso de empate, o mais idoso dentre os de maior número de legislaturas no Poder Legislativo Estadual. Caso seja chapa, será eleita a que receber mais votos.

Encerrada a eleição, o novo presidente da Mesa Diretora, eleito para o primeiro biênio, assumirá imediatamente a Presidência e empossará os demais membros da Mesa e seus substitutos.

O deputado Humberto Teófilo (PSL) pode surpreender e entrar na disputa pela presidência da Casa. Os rumores de que ele estaria montando uma chapa de oposição ao grupo liderado pelo Lissauer Vieira (PSB) vem rondado a Assembleia. Já Álvaro Guimarães é tido como carta fora do baralho.

Câmara dos Deputados

Os deputados federais serão empossados às 10 horas. Na Câmara, a taxa de renovação é de 52%. Tomarão posse 243 deputados em seu primeiro mandato. Os outros 270 já integraram a Câmara em outras legislaturas.

O favorito para assumir a presidência é Rodrigo Maia, que tem apoio do PSL e, se eleito, deve ter 15 partidos como aliados, totalizando mais de 300 deputados. Também devem disputar a eleição: Marcelo Freixo (PSOL-RJ), Ricardo Barros (PP-PR), João Henrique Caldas (PSB-AL), Fábio Ramalho (MDB-MG), Marcel van Hattem (Novo) e General Peternelli (PSL).

Na sequência da posse, ocorrem as últimas negociações para garantir cargos na Mesa Diretora. Às 17 horas termina o prazo para registro de candidaturas e, às 18 horas, começa a sessão da eleição. Para vencer em primeiro turno, o candidato precisa ter o voto de metade dos 513 deputados mais um, ou seja, 257 votos.

Senado

A solenidade de posse dos senadores será realizada às 15 horas. A Casa terá uma renovação de 87%, sendo 54 dos 81 senadores com novos mandatos. Entre os eleitos, 46 eleitos estão assumindo seu primeiro mandato.

A sessão para eleger o novo presidente do Senado acontece às 18 horas. Na ocasião, também serão eleitos dois vice-presidentes, quatro secretários e quatro suplentes de secretários. O regimento da Casa não especifica se o vencedor deve ser eleito por maioria simples ou absoluta, por isso a decisão ocorrerá por questão de ordem.

O número de parlamentares que se apresentam como candidatos à presidência é recorde, podendo transformar esta eleição na mais disputada desde a redemocratização. Até o momento, oito senadores anunciaram disposição de disputar o pleito: Alvaro Dias (Podemos-PR), Ângelo Coronel (PSD-BA), Davi Alcolumbre (DEM-AP), Esperidião Amin (PP-SC), José Reguffe (Sem partido-DF), Major Olímpio (PSL-SP), Renan Calheiros (MDB-AL) e Tasso Jereissati (PSDB-CE).

Após perder disputa interna no MDB, Simone Tebet (MS) deve ficar de fora da disputa. A oficialização das candidaturas será feita momentos antes do início da sessão.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.