Casamentos homoafetivos aumentam em mais de 70% em 2020; heteroafetivos caem 24%

Em Goiânia, casamento entre pessoas do mesmo sexo teve aumento de 205%, porcentagem maior que a média nacional

Estatísticas do registro civil publicadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira, 18, mostram o retrato dos casamentos civis realizados em Goiás no ano de 2020. Segundo as estatísticas, no ano de início da pandemia, a porcentagem de casamentos heteroafetivos caiu 24,2%, enquanto os homoafetivos aumentaram em 72,6%.

Na capital, no entanto, os números foram diferentes e ainda mais expressivos, já que a porcentagem de casamentos de pessoas do mesmo sexo foi maior que a média nacional registrada. Isso, porque o decréscimo de casamento entre pessoas do mesmo sexo foi de 19,5% e o aumento de casamentos homoafetivos em Goiânia foi de 205%.

Quase metade dos casamentos homoafetivos que ocorreram em Goiás, inclusive, foram realizados na capital. Ao todo, no estado, foram registrados 233 casamentos homoafetivos, sendo 102 entre cônjuges masculinos e 131 entre cônjuges femininos. Desse total, 110 foram realizados em Goiânia – 47,2% do total.

Nos casamentos entre cônjuges de mesmo sexo, o que se percebe é que os homens se casaram mais cedo que as mulheres. Em Goiás, no ano passado, 53,4% dos cônjuges masculinos que se casaram em 2020 tinham menos de 30 anos de idade, enquanto 43,1% dos casamentos de cônjuges femininos ocorreram com mulheres nesse grupo etário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.