Casal Iris ignora eleição do PMDB em Goiânia e não vota no próprio candidato

Outras lideranças, como o presidente do diretório estadual, Daniel Vilela, também não estiveram presentes

Causou estranheza e protesto na eleição do diretório metropolitano do PMDB neste sábado (2/9), a ausência do prefeito Iris Rezende e da primeira dama Íris de Araújo na votação. Entre os principais nomes do partido, aliás, houve outra fala importante: o presidente estadual da sigla, deputado federal Daniel Vilela, também não esteve presente.

Os três, inclusive, apoiavam o vencedor, Carlos Antunes Júnior, mas não compareceram. A chapa adversária, Unidos do PMDB, que lançou Fernando Barnabé para a presidência e tinha o apoio do deputado estadual Paulo Cézar Martins, afirmou que a ausência das lideranças peemedebistas mostram que houve uma tentativa, encabeçada pelo Paço Municipal, de esvaziar o pleito.

Como prova, eles apontam o baixo comparecimento: a votação se encerrou às 12 horas e apenas 283 dos mais de 20 mil filiados do partido em Goiânia foram votar.

Também não votaram o deputado estadual José Nelto, a secretária de Políticas para as Mulheres da prefeitura, Célia Valadão, o vereador Clécio Alves.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.