Casado e pai de três filhos, homem é preso por estuprar cinco meninas em Goiânia

Polícia suspeita que sujeito tenha cometido ainda mais crimes. Ele responde também por quatro roubos e porte ilegal de arma

Cláudio Gomes foi preso por roubo, mas confessou ter cometido sete estupros | Foto: Laura Machado/Jornal Opção

Cláudio Gomes foi preso por roubo, mas confessou ter cometido sete estupros | Foto: Laura Machado/Jornal Opção

O pedreiro Cláudio Gomes Andrade de Oliveira, de 32 anos, que foi preso no último domingo (24/5) pela Polícia Militar (PM) por roubo, é acusado também de ter estuprado cinco meninas com idade entre 12 e 16 anos na região Sudoeste de Goiânia. Cláudio, que é casado e pai de três filhos, assume ter cometido sete estupros.

Ao perceber similaridades entre o modus operandi do sujeito e o de um estuprador da região, o capitão Daniel Freire Rezende investigou os casos e questionou o suspeito, que confessou. Após a confissão, a PM e Polícia Civil iniciaram diligências, que levaram à comprovação de cinco estupros. Ele responde também por quatro roubos e porte ilegal de arma.

Segundo a delegada titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Paula Meotti, o homem, que a princípio afirmava ter começado a cometer crimes no fim do ano passado, teria mudado sua versão e dito que já roubava e estuprava há dois anos. Essa inconsistência leva a polícia a suspeitar que ele tenha cometido mais crimes.

Meotti ressaltou que Cláudio parecia ser um sujeito acima de qualquer suspeita por não ter passagens anteriores e devido ao perfil de pai de família trabalhador. Para que a esposa não desconfiasse, ele praticava os crimes no caminho de ida e volta do trabalho ou quando ia a jogos de futebol.

De acordo com a delegada, Cláudio abordava as vítimas de moto fingindo estar armado. A princípio, ele praticava o roubo e, caso percebesse a rua vazia, mandava elas subirem na moto e as levava para algum local próximo sem movimentação, onde as estuprava. O pedreiro costumava perguntar para suas vítimas se elas eram virgens antes de praticar o crime.

Cláudio teria alegado ter sido abusado por vizinhos quando criança. Ao ser questionado sobre os motivos que o levaram a cometer os estupros, Cláudio disse não ter explicação. Ele disse ainda estar arrependido e que pediria perdão às vítimas caso tivesse oportunidade.

Deixe um comentário