Casa dos Idosos espera por reforma enquanto moradores reclamam de instalações precárias

Com quatro das 30 casas fechadas, local registra constantes entupimentos de esgoto, além de infiltrações

Foto: Luiz Phillipe Araújo/Jornal Opção

Inaugurada em 1986, a Casa dos Idosos da Vila Mutirão, mantida pelo Governo Estadual, está em alerta negativo após a visita de agentes públicos ao local há duas semanas. O grupo composto por políticos, juristas e assistentes sociais relatou total precariedade da estrutura que aloja idosos em situação de vulnerabilidade social.

Em visita do Jornal Opção, funcionários relatam recorrentes entupimentos de esgoto, infiltrações em telhados e casas fechadas por não ter condições de receber moradores.

Uma funcionária que trabalha no local há quase duas décadas relatou à reportagem que não há perspectiva de melhorias estruturais. Além da estrutura interna das Casas a funcionária conta que o sentimento de insegurança é constante entre os idosos, já que a única proteção das casas é uma cerca de arame, bastante deteriorada.

Foto: Luiz Phillipe Araújo/Jornal Opção

Apesar do diagnóstico sobre a estrutura, a funcionária afirma que as atividades oferecidas aos moradores, que incluem atividades físicas e recreações, permanecem em funcionamento.

Após a visita do vereador Paulo Magalhães, que no mesmo dia visitou o Solar Espírita, gerido pela Prefeitura e que também abriga idosos, o parlamentar afirmou que pôde confirmar o abandono do poder público e cobrou por respeito aos idosos.

“Merecem respeito e poder viver com dignidade, com espaços para esporte e lazer”, acrescentando que levaria as condições do local ao conhecimento de deputados federais e da primeira-dama do Estado, Gracinha Caiado, na busca por parceria com o município.

Sem porquês

O presidente da Associação de Saúde da Região Noroeste, Adecílio Ribeiro, que acompanha a Casa da Vila Mutirão há mais de duas décadas, afirma que nos últimos meses há ausência de informações e relata que a última vez que tentou visitar o local foi impedido.

“Não há condições de receber mais ninguém. Das 30 casas, quatro estão fechadas e caso alguém saia o cômodo é fechado, não tem condições de receber mais ninguém. Do jeito que está só sai, ninguém entra” relata Adecílio.

Foto: Luiz Phillipe Araújo/Jornal Opção

O líder de bairro aponta que haveria um projeto de transferência de gestão da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Seds) para a Organização das Voluntárias de Goiás (OVG). “Se realmente se concretizar eu acredito que será o melhor para a Casa”, pontua Adecílio.

O que diz a Seds

Em nota a Seds afirma que tomou conhecimento da situação em que se encontra a Casa dos Idosos na Vila Mutirão “ainda nos primeiros dias deste ano”.

A nota segue:

O secretário Marcos Cabral esteve em algumas oportunidades no local e determinou o levantamento das condições e encaminhamento de soluções à equipe técnica da secretaria. Assim, reparos já estão programados no local e serão feitos em até dois meses.
É importante frisar que todas as unidades de atendimento ao público da Seds-GO foram herdadas em situação crítica da gestão anterior, tanto do ponto de vista gerencial e financeiro quanto estrutural e que a pasta não mede esforços para, dentro do possível, solucionar os casos mais urgentes dos diversos segmentos socialmente vulneráveis que a secretaria atende.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.