Carlos Soares e Pedro Azulão Jr podem assumir mandato de vereador em Goiânia

Ação que tramita no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve ser julgada na próxima semana e pode cassar mandato dos vereador Sgt Novandir e Emilson Pereira, ambos do Podemos

A Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) proposta por Carlos Soares, candidato a vereador não eleito em 2016, aguarda julgamento no Tribunal Superior Eleitoral. O processo pode resultar na cassação do mandato de dois vereadores de Goiânia: Emilson Pereira e Sargento Novandir.

De acordo com a ação, o PTN, sigla pela qual os vereadores foram eleitos, não teria respeitado a cota de candidaturas femininas. Em primeira instância o juiz determinou a cassação dos mandatos. Já em segunda instância, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) entendeu que não houve irregularidades. Agora, o último recurso está sendo analisado pelo TSE. A expectativa é de que o processo entre na pauta de julgamento na próxima semana.

O processo já está concluso para decisão ao ministro Jorge Mussi — que deve ser substituído por Og Fernandes — e conta com parecer favorável da Procuradoria.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.