Capa asfáltica começa a ser retirada da Praça Cívica

Obras preveem a substituição de todo o material do local. Desde o dia 2 de fevereiro está proibido estacionar no interior da praça

Praça Cívica passa por obras de requalificação | Foto: Edilson Pelikano

Praça Cívica passa por obras de requalificação | Foto: Edilson Pelikano

As primeiras semanas das obras de requalificação da Praça Cívica, no Centro de Goiânia, chegaram a quase 50% dos trabalhos preliminares. Entre os serviços previstos para o primeiro mês estão o de topografia, para pavimentação, e o de sinalização das vias de acesso e desvios de trânsito.

Segundo a Prefeitura de Goiânia, técnicos e funcionários da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semob) devem remover toda a capa asfáltica nos próximos dias. O material concentrado abaixo do pavimento será retirado em dez centímetros de profundidade, junto com as pedras portuguesas. Elas vão passar por limpeza para serem reaproveitadas no novo piso.

Em março serão iniciadas as reformas das duas fontes luminosas da praça, com previsão de conclusão em junho. No entanto, os equipamentos hídricos e de iluminação serão colocados em novembro. As duas serão secas e terão bicos de jatos de água fixos no chão com pressão para até cinco metros de altura, evitando o espelho d’água.

Outra alteração que irá chamar a atenção de quem passa pelo local será a estátua de Pedro Ludovico Teixeira, fundador de capital. Também a partir de junho, o monumento será instalado em local considerado de destaque pelo Paço Municipal. Vai ficar entre a fonte oeste e o atual Palácio das Campinas, conforme decisão consensual entre representantes do segmento cultural da Capital e do poder público.

A obra foi lançada no início do mês pelo ministro das Cidades, Gilberto Kassab (PSD), o Marconi Perillo (PSDB), e o prefeito da capital, Paulo Garcia (PT).

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.