Cantora gospel intimida vítima de estupro por pastor: “Gostou de ser abusada”

Adolescente de 13 anos teria sido abusada por pastor da igreja Assembleia de Deus de Poconé, no Mato Grosso

Cantora gospel Lindalva Martins | Foto: Reprodução/Facebook

A cantora gospel Lindalva Martins é acusada de intimidar uma adolescente de 13 anos abusada sexualmente pelo pastor da Assembleia de Deus de Poconé (102 km de Cuiabá, no Mato Grosso). Segundo relatou o tio da vítima, a cantora enviou uma mensagem à adolescente dizendo que ela teria “gostado de ser abusada”.

Antes do episódio, Lindalva teria ido até a cidade, onde ficou hospedada na casa de Alinor Barreto Rondon, pastor presidente da sede da Assembleia de Deus em Poconé, e visitado a residência da família da adolescente. Na ocasião, ela “profetizou” que, caso a mãe da vítima não retirasse a denúncia contra o pastor, que Deus iria tirar a vida de um de seus filhos.

Abuso

O pastor identificado como “Adão” é investigado pela polícia desde 2020, quando a mãe da garota denunciou o pastor, após a filha relatar os abusos. A polícia pediu a prisão do homem, que fugiu e voltou tempos depois com a defesa. O pastor responde à inquérito.

Resposta de Lindalva

Nas redes sociais, a cantora gospel publicou um vídeo onde rebate as acusações de que teria intimidado a família da vítima. “Todos que me conhecem sabem da minha índole e do meu caráter e do meu ministério. Sabem que eu jamais usaria o nome de Deus em vão”, diz a cantora na publicação. “A única finalidade que eu vejo é a clara intenção de querer denegrir a minha imagem e a minha carreira”, falou.

Veja o vídeo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.