Candidatos concentram críticas ao governo e esquecem de Caiado

Em um debate, o mais comum é que o líder nas intenções de voto seja o principal alvo dos concorrentes

Segundo debate entre os governadoriáveis, promovido pela Nova TBC | Foto: Divulgação

A noite desta terça-feira (28/08) foi marcada pelo segundo encontro entre os principais candidatos ao governo de Goiás. O debate, promovido pela Nova TBC, teve que ser encerrado antes do previso porque o mediador, Enzo de Lisita, passou mal.

A exemplo do que aconteceu no primeiro encontro dos governadoriáveis, na Rádio Interativa, os candidatos concentraram críticas ao governador José Eliton (PSDB), que rebateu ao condenar a escassez de propostas de seus adversários.

“Não aponta mudança. Nenhuma proposta nova”, disse o tucano em resposta ao senador Ronaldo Caiado (DEM), que iniciou o debate com pouca atenção ao tempo das respostas, tendo estourado-o em duas oportunidades.

É normal que quem esteja disputando a reeleição ou seja o candidato de situação realmente sofra muitas críticas. Por outro lado, é ainda mais comum que o líder das intenções de voto seja o principal alvo dos concorrentes.

Em Goiás, Ronaldo Caiado está à frente nas pesquisas. Contudo, Weslei Garcia (PSOL) e Kátia Maria (PT) parecem ignorá-lo. O governo atual foi o foco e o senador ficou deixado de lado em todas as situações em que os referidos candidatos debateram. Na Rádio Interativa, o mesmo aconteceu.

Por sua vez, o candidato do MDB, Daniel Vilela, está cada vez mais consolidado como o principal nome da oposição e, ao mesmo tempo, buscar duelar com Caiado. Em dado momento, o emedebista alertou para a falta de coerência política do democrata, que esteve ao lado do governo por mais de uma década. “Contradição é uma referência de sua história política.”

A fala de Daniel se deu durante a discussão sobre a política supostamente contrária a impostos de Caiado, que, em seu plano de governo, deixa claro que pretende aumentar tributos na área de mobilidade. “Talvez o senhor não leu o próprio plano de governo. Pede voto aos pobres e defende os ricos”, afirmou.

Diferentemente do debate na Rádio Interativa, quando os perguntados eram sorteados, os candidatos puderam decidir para quem perguntar no encontro da Nova TBC. José Eliton e Ronaldo Caiado não haviam se enfrentado na primeira ocasião, mas, nesta, o governador escolheu, logo de primeira, o senador, que, mais uma vez, não se destacou e, além disso, partiu para os ataques.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.