Candidato, Iris diz que voltará a fazer mutirões em Goiânia

Em convenção do PMDB, Iris afirmou ainda que nunca mais falará em se aposentar: “vou morrer trabalhando”, garantiu

Este slideshow necessita de JavaScript.

Alexandre Parrode Amanda Damasceno

No último dia para os partidos oficializarem suas candidaturas, o PMDB lançou, mais uma vez, o nome de Iris Rezende para a disputa pela Prefeitura de Goiânia. Em convenção realizada nesta sexta-feira (5/8), o ex-prefeito da capital afirmou que resolveu entrar para a disputa graças ao sentimento que tem pela cidade e o povo.

“Me sinto extremamente realizado de ter a oportunidade de mais uma vez me colocar diante do povo oferecendo meu nome, o meu ideal, os meus sentimentos e, sobretudo, pensando no futuro dessa cidade”, declarou. Ter a oportunidade de concorrer ao cargo de prefeito é, segundo ele, uma realização de vida.

A convenção oficializou ainda o apoio do DEM, PRP, PDT e PRTB à candidatura de Iris. O evento, que também apresentou os candidatos a vereadores pela legenda, contou com a presença de apenas dois deputados do partido: Bruno Peixoto e José Nelto.

Em seu discurso, Iris criticou a atual gestão – apesar de garantir que não vai “perder tempo dizendo se sou oposição a esse ou aquele” – e afirmou que foi por isso que não aguentou ficar afastado ou aposentado da política. Ainda ressaltou que “nunca mais” dirá que vai se aposentar e que vai morrer trabalhando.

O peemedebista recontou a trajetória política e relembrou suas passagens pela Prefeitura afirmando que a população o conhece e quando ele está no poder não descansa. “Não durmo e não descanso, vou trabalhar até de noite e acordar de madrugada. Sábado e domingo não vou descansar, vamos voltar com os mutirões”, disse.

Ao apresentar seus projetos, Iris afirmou que vai focar na educação, saúde e fazer o possível para melhorar a questão da segurança na cidade. “Quando aceito ser candidato, é porque me sinto com competência e facilidade para resolver esses problemas que podem ser impossíveis para outros”.

Sobre a possível articulação com o PSDB, que chegou a ser especulada durante a semana, o decano peemedebista afirmou que recusou a proposta, mas com humildade, não com arrogância e completou “vamos desenvolver uma campanha movida pelo ideal, pelo sentimento, sem retaliações. Não quero ganhar mostrando que os outros não prestam, quero ganhar mostrando que eu dou conta e que sou aquilo que o povo sabe”.

O senador Ronaldo Caiado (DEM), um dos principais articuladores da volta de Iris, chegou ao evento após a convenção do próprio partido e afirmou que vai estar junto ao ex-prefeito durante toda a campanha.

Segundo Caiado, ao entrar para a disputa, Iris sensibilizou a população. “O povo de Goiânia não autoriza seu afastamento da política”, disse ao candidato acrescentando que as pessoas buscam valores que o ex-prefeito deixou claro no decorrer de sua vida, como a ética e a dedicação com o bem-estar da população.

Confira abaixo trechos do discurso de Iris Rezende e Ronaldo Caiado:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Alexandre Martins Ribeiro

Meus parabéns Senador Ronaldo Caiado pelo brilhante trabalho de articulação que engrandeceu mais ainda o nome de Iris Rezende.

Alexandre Martins Ribeiro

O Mutirão de Trabalho de Iris Rezende é a ação popular que melhor representa a vida pública deste que foi o melhor homem público da História de Goiás.