“A Câmara tem prioridade na agenda econômica do governo Temer”, afirma Rodrigo Maia

Em reunião com Henrique Meirelles, presidente da Câmara tratou de PEC que limita crescimento dos gastos públicos e Lei de Repatriação

Ministro da Fazenda e presidente da Câmara se reuniram nesta squarta-feira | Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

Ministro da Fazenda e presidente da Câmara se reuniram nesta quarta-feira | Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), afirmou, nesta quarta-feira (27/7), em reunião com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles que a prioridade nas votações da Casa é a agenda econômica do governo.

Na reunião foram discutidos assuntos como a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que estabelece limite para o crescimento dos gastos públicos e a Lei de Repatriação, que permite a regularização de bens mantidos por brasileiros no exterior.

Sobre a PEC do teto de gastos, o presidente da Câmara disse que o cronograma é bem factível. Segundo ele, a comissão especial pode votar a proposta em outubro e colocar a matéria em votação no plenário ainda em novembro.

Maia declarou ainda que o processo eleitoral deste ano não afetará as votações na Câmara. De acordo com ele, as eleições não podem atrapalhar nem quem tem o Poder Executivo nem o Legislativo.

“Então, a Câmara vai trabalhar, precisa trabalhar e temos prioridade na agenda econômica apresentada pelo governo Michel Temer e pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles”, finalizou.

 

Dívida dos estados

Outro ponto abordado durante a reunião foi o projeto de lei que trata da dívida dos estados. Rodrigo Maia espera que ele seja votado na primeira semana de agosto, já que estabelece limites importantes de aumento de despesas para os governos.

Após a votação da renegociação das dívidas dos estados, a pauta deverá ser liberada para outros temas, como a proposta de mudanças na exploração do pré-sal que, segundo o deputado, pode “garantir ao Brasil investimentos privados no setor de petróleo”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.