Câmara reconhece Plano Diretor de Attílio Corrêa Lima como o primeiro de Goiânia

Projeto foi entregue em 1935, porém não foi reconhecido como pioneiro por razões políticas e de especulação imobiliária

Arquiteto e urbanista Attílio Corrêa Lima. Foto: Reprodução.

A Câmara Municipal de Goiânia aprovou, em segunda votação, nesta quarta-feira, 26, o projeto de autoria da vereadora Dra. Cristina (PL), que reconhece o Plano Diretor elaborado pelo arquiteto e urbanista Attílio Corrêa Lima como o primeiro do município.

Entre os anos de 1932 e 1935, Attílio, formado na Sorbonne, foi indicado pelo interventor Pedro Ludovico Teixeira para a execução de um pano urbanístico do núcleo inicial da capital, que possuía 50 mil habitantes. O Plano Diretor foi entregue em 1935, porém não foi reconhecido como o primeiro, devido a questões políticas e de especulação imobiliária.

De acordo com Dra. Cristina, um dos problemas dos Planos Diretores que se sucederam foi exatamente desconhecer como a cidade foi pensada inicialmente por Attílio, com seus princípios de sustentabilidade e paradigmas urbanísticos.

“É de suma importância, nesse momento em que o Plano Diretor de Goiânia está em revisão, que olhemos para o passado e reconheçamos o trabalho do arquiteto e urbanista Attílio Corrêa Lima. Trata-se também de justiça feita a um grande homem, que foi um visionário. Goiânia estaria melhor se esse primeiro plano tivesse sido implementado”, defendeu a vereadora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.