Câmara recebe professores da UFG responsáveis por método de diagnóstico de câncer por cera de ouvido

Melissa Avelino e Nelson Antoniosi chamaram atenção para potencial da pesquisa inovadora, que possibilita diagnósticos baratos e precoces

Foto: reprodução/ Adufg

Professores da Universidade Federal de Goiás (UFG) estiveram em Brasília nesta segunda-feira, 28, para apresentar à Câmara dos Deputados a pesquisa sobre diagnóstico de câncer por meio de cera de ouvido, método descoberto no final de agosto deste ano. Durante a fala na Comissão de Seguridade Social e Família, os pesquisadores Nelson Antoniosi e Melissa Avelino chamaram atenção para o potencial dos resultados.

Para a professora Melissa, a repercussão da pesquisa demonstra valores e importância da instituição. “Eu como docente da otorrino recebi ligações de vários colegas do Brasil  manifestando interesse e parabenizando o significado de uma pesquisa deste nível dentro de uma instituição nacional e pública, de importância internacional”, afirmou  a professora.

O deputado federal por Goiás, Dr. Zacharias Calil (DEM), esteve presente na sessão e também chamou atenção para o reconhecimento recebido pela pesquisa. “É um meio de divulgarmos para que a própria população tenha conhecimento disso. É de suma importância que nós parlamentares tomemos conhecimento das boas ações dos nossos pesquisadores, dos bons projetos e suas pesquisas que precisam ser divulgados”, disse o deputado.

A pesquisa

A técnica desenvolvida pela equipe do Laboratório de Métodos de Extração e Separação (Lames) da UFG promete diagnóstico barato e rotineiro a partir da cera de ouvido. O método inovador é capaz de detectar substâncias que indicam células cancerígenas de forma precoce.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.