Câmara do Rio abre processo de impeachment contra Crivella

Filho do presidente, vereador Carlos Bolsonaro (PSL) votou de maneira favorável à abertura

Câmara do Rio abre processo de impeachment contra Crivella
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

A Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro abriu, nesta terça-feira, 2, processo de impeachment contra o prefeito Marcelo Crivella. Abertura foi aprovada com 35 votos contra 14.

Crivella tem dez dias para apresentar sua defesa na Casa. O pedido foi feito por Fernando Lyra Reys, fiscal da Secretaria de Fazenda. Ele denunciou suposto crime de responsabilidade por conta da renovação de contratos de mobiliários urbanos em dezembro de 2018.

Luiz Carlos Ramos Filho (PTN), Paulo Messina (Pros) e Willian Coelho (MDB) foram sorteados para compor comissão que tocará o processo. Eles têm 90 dias para apresentar um relatório da denúncia, após a defesa do prefeito.

Somente após isso, é que o pedido de impeachment será votado na Câmara do Rio. Até então, Crivella permanece no cargo e fica dependendo do resultado da votação. Para ser afastado do cargo, a Casa de Leis precisa que dois terços dos vereadores votem de forma favorável ao impeachment.

Filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), Carlos Bolsonaro deu voto favorável à abertura do processo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.