Câmara cria plano para inclusão de autistas na rede municipal de ensino

Rede Municipal de Educação de Goiânia conta com 108 mil estudantes, destes 649 são autistas

A Câmara Municipal vai criar um grupo de trabalho para colaborar com a revisão e qualificação do plano de integração de autistas na rede pública municipal. A decisão foi tomada na manhã desta segunda-feira, 21, durante audiência pública para discutir sobre o espectro, o preconceito na educação e o preparo das escolas para inclusão de crianças portadoras do transtorno. A Rede Municipal de Educação de Goiânia conta com 108 mil estudantes, destes 649 são autistas.

Na audiência, a vereadora Sabrina Garcez (PSD) solicitou esclarecimentos sobre o caso do menino Bento, de 9 anos, aos Conselhos Regionais de Educação (Estadual e Municipal) e ao Sindicato das Escolas Privadas, em razão de ele ter tido a matricula cancelada em uma escola particular. A pessedista disse que vai estudar para adaptar a legislação a respeito do tema. Além dela, o vereador Willian Veloso defendeu a ação incisiva para combater situações lamentáveis como o caso do menino Bento. “A lei assegura direito da pessoa com deficiência à educação”, afirmou o parlamentar.

O superintendente pedagógico da Secretaria Municipal de Educação de Goiânia (SME), professor Marcelo Ferreira, esclareceu que a pasta já iniciou um trabalho de revisão e de qualificação da proposta de inclusão da rede municipal de Educação. Além dos 649 estudantes já matriculados, a Prefeitura de Goiânia pretende criar outras 200 vagas para os portadores do transtorno do espectro autista (TEA).

O presidente do Núcleo de Apoio e Inclusão do Autista NAIA, Marcelo Oliveira, pai de uma menina autista de 11 anos, explicou que a assistência municipal não está boa e os pais e mães precisam se expor, vir a público e cobrar soluções das autoridades. O encerramento da reunião ficou com o autista Daniel Oliveira, de 32 anos, ao fazer homenagem a mãe do Bento, pela coragem de expor o caso, além de deixar mensagem de esperança de que é possível vencer e construir o próprio caminho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.