Câmara convida general Heleno para explicar garimpo em áreas preservadas na Amazônia

Requerimento foi realizado pelo deputado federal goiano Elias Vaz (PSB) e simbolicamente aprovado na Comissão de Fiscalização Financeira de Controle

Foi aprovado, nesta quarta-feira, 8, na Câmara dos Deputados, o convite requerido pelo deputado Elias Vaz (PSB-GO) para que o general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, dê explicações sobre a autorização do avanço do garimpo em áreas preservadas na Amazônia. Isso porque no último domingo, 5, Heleno autorizou o avanço de sete projetos de exploração de ouro em região praticamente intocada na Amazônia.

O requerimento simbolicamente aprovado na Comissão de Fiscalização Financeira de Controle anteriormente consistia em coma convocação. No entanto, por falta de apoio, acabou sendo convertido em convite. Por se tratar de um convite, Heleno não é obrigado a comparecer para conceder explicações. Membros da Agência Nacional de Mineração também foram convidados.

As sete frentes de pesquisa a serem realizadas na fronteira do Brasil com a Colômbia e com a Venezuela foram autorizadas pelo Conselho de Defesa – que Heleno atua como secretário-executivo -, órgão que aconselha o presidente em assuntos de soberania e defesa. A região em questão é conhecida como Cabeça do Cachorro. É a primeira vez em que uma autorização semelhante é concedida nos últimos dez anos. Após a autorização do ministro, o Ministério Público Federal (MPF) abriu procedimento de apuração para análise de autorizações assinadas pelo ministro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.