Câmara começa leitura de segunda denúncia contra Temer

Previsão é de que procedimento demore cerca de seis horas. Em seguida, presidente será notificado para apresentar sua defesa

Segunda-secretária da Câmara, Mariana Carvalho ficou responsável pela leitura da denúncia | Foto: Gilmar Felix / Câmara dos Deputados

A segunda-secretária da Câmara, deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO), lê, na tarde desta terça-feira (26/9), a segunda denúncia do ex-procurador geral da República Rodrigo Janot contra o presidente Michel Temer (PMDB). Ele é acusado de organização criminosa e obstrução da Justiça com base nas delações premiadas de executivos da JBS e do corretor de valores Lúcio Funaro.

A previsão é de que a leitura dure cerca de seis horas. Além de Temer, também são implicados no processo os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha (PMDB) e da Secretaria-Geral, Moreira Franco (PMDB), que também são acusados de integrar suposto esquema de obtenção de vantagens indevidas.

Também foram denunciados o dono do Grupo J&F, Joesley Batista e o executivo da empresa Ricardo Saud; o ex-deputado federal e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ); o ex-deputado e ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN); o ex-ministro
Geddel Vieira Lima (PMDB-BA); e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

De acordo com o procurador, os políticos denunciados arrecadaram mais de R$ 587 milhões em propina.

Assim que terminar a leitura, Temer será notificado e a denúncia segue para a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). O presidente terá, então, dez sessões para apresentar sua defesa e, após cinco sessões do Plenário, a comissão vota o parecer do relator. Independentemente do relatório, no entanto, a abertura do processo do Supremo Tribunal Federal (STF) deve ser votada em Plenário.

Esta é a segunda vez que Temer é denunciado em menos de um ano. Em agosto, a primeira denúncia, que envolvia corrupção passiva, foi rejeitada no Plenário da Câmara.

Deixe um comentário