Câmara aprova inclusão da “Marcha Contra o Aborto” no calendário oficial de Goiânia

Matéria foi aprovada segunda e última votação. Movimento das igrejas é pela aprovação do do Projeto de Lei federal do Estatuto do Nascituro 

Vereadora Célia Valadão (PMDB) é autora do projeto de lei aprovado em plenário | Alberto Maia/Câmara de Goiânia

Vereadora Célia Valadão (PMDB) é autora do projeto de lei aprovado em plenário | Alberto Maia/Câmara de Goiânia

A Câmara Municipal de Goiânia aprovou nesta quinta-feira (25/8), em segunda e última votação, o projeto de lei da vereadora Célia Valadão (PMDB), que inclui no calendário de eventos da cidade a Marcha da Cidadania em Defesa da Vida contra o Aborto. A data para a realização da marcha será na última quinta-feira do mês de maio.

Dezenas de integrantes do Comitê Goiano em Defesa da Vida (formado por católicos, evangélicos e espíritas) ocuparam a tribuna da Casa para acompanhar a votação em plenário. O movimento é a favor da aprovação do Estatuto do Nascituro (PL 478/2007) e da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 164/2012, que acrescenta no artigo 5º da Constituição Brasileira a expressão “desde a concepção” ao termo “inviolabilidade do direito à vida”.

A vereadora Célia Valadão, ao justificar seu projeto, que tramita na Câmara desde maio do ano passado, disse que a inclusão da Marcha em Defesa da Vida contra o Aborto atende aos anseios de “milhares de cidadãos goianienses”. “Nossa proposta é em defesa da vida, desde a concepção até o nascimento. Vida que começa no ventre feminino. Trata-se, portanto, de uma proposta de caráter humanitário, de amplo respaldo popular”, defendeu.

Diversos vereadores apoiaram o projeto e declararam que se trata de uma proposta em prol da vida. “O aborto é o pior crime contra a vida”, disse o vereador Bernardo do Cais (PSC). Outros, como Paulo Magalhães (PSD), Antonio Uchoa (PMN), Fábio Lima (PSB) Divino Rodrigues (Pros), Fábio Caixeta (PSD), Zander Fabio (PEN) e Eudes Vigor (PSDB) também foram favoráveis ao projeto. (Com informações Câmara Municipal de Goiânia)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.