Câmara aprova documento que renomeia Avenida Castelo Branco para Iris Rezende

Matéria se trata de substitutivo apresentado anteriormente; a justificativa, no entanto, continua contestando fatos históricos

Baseando-se na premissa de que o general-presidente Humberto de Alencar Castelo Branco teria sido o responsável pela cassação do primeiro mandato de prefeito do emedebista, projeto de lei que muda o nome da Avenida Castelo Branco para Avenida Iris Rezende Machado foi aprovada na Câmara Municipal de Goiânia. Quando o projeto de lei foi apresentado na Casa, o Jornal Opção a explicar que a justificativa utilizada na matéria não condizia com os fatos históricos.

No entanto, a própria Lei Orgânica do Município permite a renomeação dos logradouros que homenageiam pessoas ligadas à ditadura militar, como o próprio ex-presidente Castelo Branco, que governou o país entre 1964 e 1967.

O que foi aprovado nesta terça-feira, 21, especificamente, foi um substitutivo ao já apresentado projeto de lei de nº 546/2021, diz que “a homenagem […] à memória do notável líder político Iris Rezende Machado se reveste apenas de um mínimo de reconhecimento ao brilhantismo incontestável desse grande homem”. A matéria será encaminhada ao Executivo para sanção e publicação no Diário Oficial do Município (DOM).

Iris Rezende Machado foi cassado quando uma unta Militar, composta pelo almirante Augusto Rademaker, pelo general Aurélio de Lira Tavares e pelo brigadeiro Márcio de Sousa Melo, ministros das três Forças Armadas, governava o país.

Ao perder o mandato, o emedebista estava prestes a inaugurar uma de suas mais célebres obras, o Parque Mutirama. Ele tentou, inclusive, uma brecha jurídica para tentar inaugurar o parque naquele ano. A cassação de seu mandato, que suspendeu os direitos políticos por dez anos, foi emitida em 17 de outubro de 1969, legalmente baseada no AI-5, promulgado no governo de Costa e Silva.

2 respostas para “Câmara aprova documento que renomeia Avenida Castelo Branco para Iris Rezende”

  1. Avatar Ubirajara Machado de Oliveira disse:

    Se íris Rezende estivesse vivo, desaprovaria esta palhaçada, porque Íris foi um capitalista, fazendeiro milionário, democrata e anticomunista.

  2. Avatar José Donizetti Mendes disse:

    Sem dúvida, nosso querido Iris Rezende merece todas as homenagens e independente delas o seu nome já entrou há muito tempo para a história de Goiás e do Brasil. Só não entendo a atitude de alguns políticos se arvorando em alterar tudo que é nome consolidado em nossa Capital. É preciso ter calma e avaliar os impactos sob o risco de se atribuir seu nome a algo que na prática não surtirá o efeito esperado. Ele como grande tocador de obras que foi, provavelmente gostaria de ser homenageado com uma nova obra de grande representatividade para Goiânia e Goiás.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.