Calvin Klein dá adeus ao mundo da alta costura

Icônica grife norte-americana passa por reestruturação e anuncia novos rumos

Foto: Reprodução/Facebook

A Calvin Klein se despede do luxuoso universo da alta costura. A grife norte-americana anunciou o encerramento das suas coleções de luxo. Com a reestruturação, o novo foco será as linhas de jeans e roupas íntimas.

Além da demissão de aproximadamente 100 funcionários, a grife norte-americana ainda fechou a tradicional loja na Madison Avenue, em Nova York, e de um escritório em Milão.

As mudanças acontecem logo após a saída do diretor de criação Raf Simon – com passagens também pelas grifes Christian Dior e Jil Sander -, no ano passado. Desde 2016 na companhia, Simon foi o principal mentor da unificação de diversas categorias da grife sob o nome Calvin Klein 205W39NYC.

O resultado, no entanto, foi negativo. No terceiro trimestre de 2018, os lucros pré-taxação de impostos caíram para US$ 121 milhões, em comparação com US$ 142 milhões no mesmo período do ano anterior, enquanto as receitas aumentaram 2%, para US$ 963 milhões no ano.

Diante dos números, o CEO da PVH Corp, que é controladora da grife, Emanuel Chirico, afirmou estar “decepcionado com a falta de retorno sobre nossos investimentos em nosso negócio na Calvin Klein 205W39NYC”, e resolveu demitir o diretor de criação antes do término do contrato, previsto para agosto deste ano.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.