Caiado vai a Brasília angariar verbas para moradias populares

Recursos para a melhoria de estradas também fazem parte do plano do governador

Projetos em conjuntos habitacionais estão parados

O Governador Ronaldo Caiado esteve em Brasília nesta terça-feira, 20, com o Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, para tratar de duas pautas importantes para Goiás: a construção de casas populares e verbas para a malha viária estadual. Estiveram com ele o presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Lucas Fernandes, e o presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), Pedro Sales.

Foram três pontos discutidos na reunião com o Ministro. O primeiro, se tratava da liberação de verbas provenientes de duas emendas parlamentares impositivas. O segundo, foi a solicitação de R$ 15 milhões para pagamento do projeto em execução no Madre Germana.

Por fim, a comitiva goiana requisitou autorização para o repasse de novos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), do programa federal Casa Verde Amarela, para Goiás. Vale destacar que o Estado já possui R$ 1,7 bilhão garantido do programa Casa Verde Amarela, do governo federal. Agora, o Governo Estadual trabalha para que matéria seja regulamentada pelo Congresso Nacional, para a liberação do recurso.

Ronaldo Caiado explica: “Pedimos que o repasse do FGTS de R$ 1,7 bilhão seja o mais rápido possível autorizado, para que continuemos nossos projetos e que possamos dar prosseguimento àqueles conjuntos habitacionais que estão parados no Estado”, se referindo ao projeto no Madre Germana. O Ministro Rogério Marinho afirmou que até o final de semana o dinheiro seria liberado para as obras.

Malha viária

Em relação ao outro tópico discutido em reunião, o Governador Ronaldo Ciado e Pedro Sales pediram por recursos para a restauração da GO-184, rodovia que liga Itumirim a Aporé. A comitiva goiana tomou conhecimento das linhas de créditos disponibilizadas pelo Ministro para a apresentação de novos projetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.