Caiado afirma que saúde pública será foco de sua gestão neste ano

Em discurso durante sessão solene da Assembleia Legislativa, governador afirmou que vai descentralizar a saúde, levando atendimento para o interior do Estado

Sessão de retomada das atividades da Alego | Foto: Fernanda Santos/ Jornal Opção

O governador Ronaldo Caiado (DEM) discursou nesta segunda-feira, 17, durante a sessão de retomada dos trabalhos da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego). Entre os vários pontos abordados, Caiado disse que a gestão elegeu como prioridade para 2020 o setor da saúde pública, prometendo empenho no interior do Estado.

De acordo com o governador, o ano de 2019 foi focado em segurança pública, destacando resultados exitosos. Na fala dirigida aos deputados estaduais, Caiado questionou a falta de UTI pública no interior. “Como cidades como Rio Verde, Mineiros, Porangatu, Minaçu e Aragarças não têm UTI?”, provocou o gestor.

Para este ano, Caiado prometeu a entrega de quatro policlínicas, o que considera ação exemplar na descentralização da saúde. “Que Goiás é esse que a saúde está focada em Goiânia, Anápolis e Aparecida? Dia 28 nós vamos dar o primeiro exemplo”, disse o governador, em referência à entrega da policlínica de Posse, no nordeste goiano.

Em coletiva de imprensa, Caiado explicou sobre elencar prioridade. “Não quer dizer que a segurança vai perder importância, irá evoluir e melhorar cada dia mais. Agora a saúde é algo desumano o que nós temos assistido no Estado”, afirma o governador, que acrescentou que com o apoio do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, conseguirá desenvolver a área.

Demais pautas

Em outros momentos do discurso, Caiado passou por várias questões. Elogiou os parlamentares pela aprovação da reforma da Previdência Estadual, ato que o governador disse ter sido exemplar para o País, afirmando que será ponto fundamental para a retomada econômica do Estado.

O governador dedicou parte do tempo a agradecer o empenho e apoio no processo de repatriação dos brasileiros que viviam na China. Segundo Caiado, Anápolis irá ser reconhecida como a “cidade da solidariedade”.

Sobre investimentos em outras áreas, o gestor destacou que a malha viária estadual é um desafio e prometeu trabalhar de forma a garantir qualidade das rodovias, citando obras entregues na última gestão que já estão passando por reparos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.