Caiado mantém RRF no horizonte, mas Lissauer alerta: “Não vejo clima favorável” 

Governador argumenta que não há condições de governar sem acesso a empréstimos. “Para que o Tesouro venha a nos avalizar é necessário que a gente recorra a um plano de recuperação”, reforça

Lissauer Vieira Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

O ingresso do Estado ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) permanece entre os anseios do governador Ronaldo Caiado (DEM). De acordo com o democrata, este é um objetivo que “nunca deixou que estar no horizonte” do governo.

“Precisamos ter condições de alcançar contratos e empréstimos. É fundamental. Não tem como governar um Estado sem que se tenha acesso a empréstimos. Para que o Tesouro venha a nos avalizar é necessário que a gente recorra a um plano de recuperação”, argumenta o governador.

No entanto, apesar dos desejos do Caiado, o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSB) avalia que ainda não há entendimento no Parlamento sobre o assunto. “Não vejo um clima favorável no Legislativo. Tenho falado isso com o governo”. Na visão do presidente, o assunto deve ser colocado em discussão apenas em 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.