Caiado lidera disputa para o governo de Goiás com 46,3%

Em segundo lugar, o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia Gustavo Mendanha (Patriota) soma 18,9% das indicações

Pré-candidato à reeleição, o governador é o primeiro colocado na espontânea e nos cenários estimulados do levantamento e caminha para ser reeleito no 1º turno; ex-governador Marconi Perillo é o mais rejeitado.

O governador Ronaldo Caiado (União Brasil) lidera a corrida pelo governo de Goiás e hoje venceria a disputa no 1º turno. Pré-candidato à reeleição, o governador está em primeiro lugar nas sondagens espontânea e em dois cenários estimulados e se a disputa fosse hoje a eleição seria decidida em primeiro turno. O levantamento foi realizado pelo Instituto Brasmarket entre os dias 9 e 13 de maio.

Ronaldo Caiado tem 46,1% das intenções de voto no primeiro cenário estimulado. Em segundo lugar, o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia Gustavo Mendanha (Patriota) soma 18,9% das indicações. O Instituto Brasmarket aponta vantagem de 27,4 pontos porcentuais do atual governador sobre o ex-prefeito.

O deputado federal Major Vitor Hugo (PL) é citado por 6,1% dos entrevistados. O ex-reitor da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), Wolmir Amado (PT) tem 1,3% das intenções de voto. Os indecisos somam 11,3%, enquanto 16,3% pretendem anular ou votar em branco.

O Instituto Brasmarket também simulou a disputa pelo governo de Goiás acrescentando o nome do ex-governador Marconi Perillo (PSDB), que ainda não decidiu se será candidato. Nesse cenário, o governador Ronaldo Caiado é o primeiro colocado com 44,1% das menções estimuladas; Gustavo Mendanha tem 16,1%; Marconi, 9,6%; Vitor Hugo, 5,5% e Wolmir Amado, 0,8%. Indecisos somam 9,6%, brancos e nulos 14,3%.

1º turno
O levantamento realizado pelo Instituto Brasmarket mostra que, pelo cenário atual o governador Ronaldo Caiado caminha para ser reeleito já no 1º turno. Na primeira simulação estimulada, o atual governador tem 20 pontos porcentuais de vantagens sobre seus concorrentes: Caiado aparece com 46,3%, contra 26,3% da soma das intenções de voto em Mendanha, Vitor Hugo e Wolmir.

Na segunda simulação, com a inclusão do ex-governador Marconi Perillo, Caiado tem 44,1% e os adversários juntos somam 32%. Para encerrar a disputa no 1º turno, em 2 de outubro, um candidato precisa ter 50% mais um dos votos válidos (quando são excluídos brancos e nulos).

Espontânea
O governador Ronaldo Caiado também lidera o levantamento espontâneo realizado pelo Instituto Brasmarket – quando o entrevistador não apresenta uma cartela com os nomes dos candidatos. Caiado tem 14% das intenções de voto, quatro vezes mais que o segundo colocado.

O ex-prefeito Gustavo Mendanha é lembrado por 3,5%, em segundo lugar. Na sequência aparecem Major Vitor Hugo (1,9%) e Marconi Perillo (1,4%). Os demais nomes citados não estão na disputa pelo Palácio das Esmeraldas. Nesse cenário, 75% dos entrevistados não citaram preferência, porcentual considerado normal a cinco meses do pleito. Outros 3,5% pretendem votar em branco ou anular.

Registro
O Instituto Brasmarket ouviu 800 pessoas entre os dias 9 e 13 de maio. A margem de erro máxima é de 3,4% pontos porcentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número GO06414/2022. A pesquisa foi encomendada pela Associação Goiana do Nelore (AGN).

4 respostas para “Caiado lidera disputa para o governo de Goiás com 46,3%”

  1. Avatar ALBERICO PEDRO DE SOUZA FILHO disse:

    Ronaldo caiado o melhor do Goiás

  2. Avatar Valdemir Sampaio disse:

    Vamos de Ronaldo Caiado de novo, Goiás está avançando muito principalmente nas áreas da educação e saúde e também nas outras áreas, e pelo menos até o momento não vemos escândalos de corrupção. E também tem seriedade e transparência com o dinheiro público.

  3. Avatar Divaldo David da Silva disse:

    Vejo um governo transparente e muito cauteloso, vou de Caiado com todas as letras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.