Caiado entrega mensagem governamental e abre último ano legislativo

Apesar da liturgia do reinício do último ano legislativo goiano e do cumprimento da Constituição do Estado, sessões estão previstas para a partir de 3 de março, após a inauguração do Palácio Maguito Vilela

Nesta terça-feira, 15, o governador Ronaldo Caiado (União Brasil) esteve na sede da antiga Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) para entregar a mensagem governamental da 4ª sessão legislativa de 2022, último ano da 19ª Legislatura da Casa. A mensagem foi entregue ao vice-presidente da Casa, Henrique Arantes (MDB), que fez a abertura do ano legislativo.

A sessão litúrgica, de cumprimento da Constituição do Estado, aconteceu na antiga sede da Alego devido ao adiamento da entrega das obras do Palácio Maguito Vilela, que será inaugurado somente no dia 3 de março, com o retorno das sessões ordinárias. O evento ocorreu sem a presença do presidente da Casa, Lissauer Vieira (PSB), que está na cidade de São Paulo em acompanhamento ao pai, Carlos Vieira, em um tratamento médico.  Apesar da ausência do pessebista, o evento ocorreu normalmente. 

Entre os pontos apresentados pelo governador a apresentação da mensagem, está o compromisso de “continuar trabalhando para resolver o problema da desigualdade regional, levando saúde e educação para as regiões do Estado, sem entregar obras mirabolantes”. “Em respeito à Casa e em deferência ao Legislativo, trouxe todos os meus secretários de Governo e todos os presidentes dos Órgãos de Governo para dizer que o Estado de Goiás vem à sede para reverenciar a importância do Poder Legislativo para que pudéssemos superar todas as dificuldades e, ao mesmo tempo, possamos também atender às demandas da população”, discursou o governador ao entregar a mensagem para o emedebista.  

“Quero chegar na casa das pessoas e, se a gente não interromper o ciclo da pobreza, não vamos conseguir resolver o problema da desigualdade regional, que é uma questão que conheço bem, principalmente na Saúde, onde tenho 47 anos de trabalho e, no governo, conseguimos trabalhar para reduzir os impactos por meio da regionalização da saúde”, comentou o governador.  

Além de Caiado, somente o vice-presidente da Casa, que abriu a sessão e encerrou o evento, se pronunciou. O espaço até seria aberto para os demais parlamentares que estiveram presentes, mas Henrique Arantes quis encerrar a solenidade porque causa do espaço do salão nobre, que é bem mais restrito e menor do que o plenário da Casa. Arantes encerrou a sessão reforçando a convocação da próxima sessão ordinária para o início de março, quando está prevista a inauguração da nova sede. O presidente da Casa, no entanto pode convocar uma sessão extraordinária virtual, se houver necessidade, como adiantado pelo Jornal Opção.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.