Caiado e Ibaneis adotam tom de reconciliação em inauguração do sistema Corumbá IV

O governador emedebista elogiou o governador Ronaldo Caiado (União Brasil) pelo trabalho na Região e disse que entrega da obra foi atrasada por paralisações e escândalos que se arrastaram por 14 anos em gestões passadas

Após caminharem juntos nas eleições de 2018 e terem desavenças posteriores, os governadores de Goiás, Ronaldo Caiado (União Brasil), e do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), que lideram as respectivas pesquisas de intenção de voto, adotaram tom de conciliação nesta quarta-feira, 6, em uma parceria entre a Saneamento de Goiás (Saneago) e da Companhia de Saneamento de Brasília (Caesb). Durante discurso realizado na inauguração do sistema Corumbá IV, ambos os governadores se utilizaram de tom mais harmônico. A obra conta com R$ 440 milhões em investimentos das duas unidades da federação e tem previsão de atender 1,3 milhão de pessoas da Região de Luziânia, Valparaíso de Goiás, Cidade Ocidental, Novo Gama e da Região Sul do DF nos próximos 30 anos.  

Na inauguração, o emedebista saudou Caiado pelo trabalho no Estado de Goiás. “Caiado tem feito um belíssimo trabalho. Destacadamente, é um dos melhores governadores que já passaram por Goiás. Acompanho, com os prefeitos da região, a satisfação, como melhorou a segurança, a saúde. É um trabalho que tem de ser valorizado por toda essa região”, destacou Ibaneis Rocha.  

Ibaneis ainda destacou o possível descaso ocorrido em gestões anteriores, com destaque nas administrações do PSDB no Estado de Goiás. Isso porque, segundo ele, a obra contou um um atraso de 14 anos, por paralisação, descaso e “preguiça de trabalhar”. Ibaneis e Caiado encontraram as obras com 56% da execução das gestões anteriores. Os 44% restantes da obra foram entregues em apenas três anos e três meses da gestão de Caiado e de Ibaneis.

“Essa é uma obra, governador, que já foi inaugurada pelos que te antecederam pelo menos 5 vezes, só que sem água. Eles [gestões anteriores] conseguiram o feito de inaugurar 5 vezes uma obra sem água”, criticou.  Caiado também avalia que o atraso na entrega das obras prejudicaram a Região. Por isso só inaugurou o sistema Corumbá IV após a obra ficar completa. “É uma obra maiúscula que traz segurança hídrica [para a Região]”, afirma Caiado.  

Águas passadas 

Em entrevista coletiva, Ibaneis minimizou as desavenças que ocorreram entre ele e Caiado anteriormente e ressaltou que apesar de ambos traçarem caminhos diferentes, sendo “cada um com o seu eleitor”, terão um tratado de respeito na área da saúde, da segurança pública e do transporte público.  

Isso, porque os políticos chegaram a ter uma desavença durante a pandemia de Covid-19, que aparentemente foram superadas para atender os interesses da população de Goiás e do DF. “Nós não podemos ter disputa no momento em que o beneficiário é o cidadão da Região [que chegou a ter uma grande crise hídrica em 2016]. Essa região é limítrofe, é região onde tem que existir uma gestão parceira. Aqui qualquer tipo de problema causa uma consequência direta ao cidadão”, ponderou.   

Desafios 

Além da ampliação do abastecimento de água, o governador Ronaldo Caiado também destacou avanços realizados na área de segurança pública, educação e na regionalização da saúde nos últimos três anos na região do Entorno. “O cidadão aqui vive com segurança. Na área da educação avançamos muito. A nossa estrutura de saúde também tem hospitais e UTIs montados tanto no Sul quanto no Norte: Luziânia e Formosa”, complementou.  

O chefe do Executivo goiano afirmou, por fim, que atualmente existem dois principais desafios para a região do Entorno: a melhoria do transporte público e a criação de postos de trabalho. “Temos de ter entendimento junto ao governo federal para que haja um investimento de grande porte para darmos uma resposta ao transporte do cidadão”, anotou. “E o segundo ponto, que é desafiador também, é a geração de emprego. É o momento da retomada e nós podemos gerar empregos no país agora”, finalizou Caiado. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.