Caiado diz que “neste momento” não poderá contratar novos delegados e policiais

Após justificativa, democrata reconheceu necessidade de novos profissionais. “Tenho ausência de delegados em cento e tantos municípios”

Foto: Reprodução

Em reunião, na manhã desta sexta-feira, 6, no Ministério Público de Goiás (MPGO), o governador Ronaldo Caiado (DEM) falou sobre a convocação de novos delegados de polícia e policiais civis e militares.

O democrata explicou, primeiramente, que o Estado conta com uma emenda constitucional vigente denominada “Teto dos Gastos”. “Essa emenda não nos permite ultrapassar certo limite. Qualquer medida que nos leve ao ultrapassá-lo nos faz caminhar em direção a um crime de responsabilidade fiscal, como tal um processo de inelegibilidade”, explicou.

Em seguida, Caiado disse que devido ao cumprimento deste teto não poderá convocar “neste momento” novos delegados de polícia e policiais militares para o Estado. No entanto, reconheceu a necessidade desses profissionais para garantia e manutenção da segurança pública no Estado. “Tenho uma ausência de delegados em 146 municípios do Estado. Não é fácil para os policiais estarem presentes em todos os 246 municípios. Eles estão se desdobrando”.

Ainda durante seu discurso, Caiado também comentou os resultados apresentados pela Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSPGO) nos últimos meses. Os indicadores apontam para uma redução nos índices de criminalidade no Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.