Caiado diz que além da reforma da Previdência, Governo vai corrigir incentivos fiscais

Governador reforçou que o objetivo é incluir os 246 municípios do Estado e lamentou que a reforma federal não tenha sido inclusiva a outros entes da federação

Foto: Lívia Barbosa / Jornal Opção

Além da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência estadual a ser encaminhada pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) à Assembleia Legislativa, o governador afirma que vai trabalhar, também, em mecanismo de correção dos incentivos fiscais concedidos. Para ele, o Estado também precisa investir em elementos de combate à corrupção e à sonegação e diminuição do custo.

Durante desfile em comemoração ao aniversário de Goiânia, realizado na manhã desta quinta-feira, 24, Caiado reforçou que o objetivo do governo é incluir os 246 municípios do Estado e lamentou que a reforma federal não tenha sido inclusiva a outros entes da federação. “Infelizmente a reforma feita pelo governo federal não foi extensiva aos estados e municípios. Nós aqui não vamos cometer essa falha e omissão. Incluímos também os 246 municípios e levamos aquilo que sem dúvida nenhuma será a maneira gradual para diminuirmos o déficit”.

O governador salientou que a reforma a ser encaminhada visa estancar uma situação que pode levar a um colapso das contas públicas num futuro próximo. O cálculo da Secretaria de Economia é que as mudanças na previdência estadual gerem uma economia de R$ 9,9 bilhões em 10 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.